chamusca appmicromineiro slide

Politica

santarem noite

A Câmara de Santarém e a Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa assinaram esta terça-feira, 9 de maio, um protocolo de cooperação que visa desenvolver a cooperação entre as duas entidades em áreas de interesse comum, nomeadamente, cientifica, cultural e social, estudos sobre arquitetura e urbanismo, incrementando a relação entre o meio académico e o município.

Uma das medidas do protocolo prevê que os estudantes da Faculdade de Arquitetura vão realizar estudos nas áreas de arquitetura e urbanismo de interesse para o território do município, bem como desenvolver projetos de investigação científica em conjunto com os arquitetos da câmara.

“É importante que as pessoas se sintam desafiadas a pensar Santarém”, afirmou o presidente da autarquia, Ricardo Gonçalves, que acredita que este tipo de protocolo “vai trazer para Santarém novos olhares, novas visões que vão poder acrescentar e ver potencialidades ou fraquezas com as quais nós, muitas vezes, já estamos familiarizados, pelo que não as detetamos”.  

santarem cup festa

A Câmara de Santarém aprovou esta segunda-feira, 8 de maio, por unanimidade, a atribuição de 200 mil euros aos clubes do concelho que têm atletas a disputar campeonatos federados nos escalões de formação (jovens até aos 18 anos).

A verba, a distribuir na época 2016-2017,foi atribuída ao abrigo do PAFAD - Programa de Apoio e Financiamento do Associativismo Desportivo, que além do nível de formação dos treinadores, valoriza o número de praticantes federados masculinos, femininos e portadores de deficiência, os títulos regionais, nacionais e internacionais, individuais e coletivos, entre outros parâmetros.

Segundo a vereadora com o pelouro do desporto na autarquia escalabitana, Inês Barroso, o número de atletas tem aumentado todos os anos, e, neste momento, o concelho conta com 2.160 jovens atletas federados, mais 200 que na época anterior.

O valor médio do PAFAD deste ano é assim de 92,64 euros por atleta federado.

Os valores que os clubes irão receber serão divididos em tranches financeiras com calendarização de transferência prevista para maio [40%], setembro [40%] e dezembro [20%].

Veja AQUI as verbas atribuídas por clube.

golega veiga guia ps

O ex-presidente da Câmara Municipal da Golegã, José Veiga Maltez, vai ser o cabeça de lista do Partido Socialista (PS) àquele órgão autárquico nas eleições de outubro deste ano.

A decisão só deverá ser ratificada esta sexta-feira, 5 de maio, e anunciada publicamente no sábado, dia 6, mas fonte do PS garantiu à Rede Regional que o acordo está feito e o ex-autarca, obrigado a sair em 2013 por já ter feito três mandatos como presidente da Câmara da Golegã, vai mesmo candidatar-se à liderança da autarquia, onde atualmente é presidente da Assembleia Municipal.

Segundo o nosso jornal apurou, a decisão foi tomada esta quarta-feira, dia 3, num jantar realizado num restaurante da Golegã, onde, entre outros, estiveram o líder da distrital socialista, António Gameiro (que postou a foto do jantar no seu facebok), e a deputada e membro do secretariado nacional do PS, Maria da Luz Rosinha, ex-presidente da Câmara de Vila Franca de Xira.

Contactado pelo nosso jornal, Veiga Maltez assumiu as conversas com o PS, não negou o acordo e a candidatura, mas referiu que ainda faltam acertar alguns pormenores, remetendo para mais tarde uma posição oficial sobre o assunto.

Além da candidatura de Veiga Maltez, o PS chegou também a acordo com Vítor Guia, presidente da Junta de Freguesia da Azinhaga, que será o cabeça de lista dos socialistas à Assembleia Municipal da Golegã.

 

Um processo cheio de avanços e recuos

A escolha do cabeça de lista do PS à Câmara da Golegã já teve vários avanços e recuos. Em setembro de 2016, o PS anunciou que o atual presidente, Rui Medinas, ia voltar a ser candidato, uma situação que se inverteu 3 meses depois, com Medinas a garantir que não se recandidatava.

O acordo entre o PS e Veiga Maltez surge depois de terem sido públicos contactos entre o autarca e o PSD. O presidente da distrital social democrata de Santarém, Nuno Serra, confirma "duas ou três conversas exploratórias", mas garante que o assunto não passou disso mesmo e nunca houve qualquer tipo de compromisso.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões