chamusca carmen theobanner-cortes-e-lendas

Politica

ponte ferroviaria

A Infraestruturas de Portugal concluiu recentemente a empreitada de pintura e proteção de várias pontes metálicas na Linha do Norte, um investimento de cerca de 670 mil euros, em que foram executadas intervenções em 10 pontes metálicas ferroviárias situadas nos concelhos de Alenquer, Azambuja, Santarém, Torres Novas e Pombal.

A empreitada incluiu trabalhos de limpeza, proteção e tratamento anticorrosivo com o objetivo de assegurar manutenção de bons níveis de fiabilidade, comportamento e segurança das pontes ferroviárias, atenuando os efeitos da exposição aos vários agentes, tais como a humidade, a salinidade ou a poluição.

As intervenções consistiram na decapagem integral das pontes com jato de areia para remoção de toda a tinta existente, bem como de eventuais focos de corrosão, tendo posteriormente sido aplicado um esquema de pintura composto por três camadas de tinta.

Complementarmente a esta empreitada, as equipas técnicas especializadas da IP procederam a outros trabalhos de manutenção, nomeadamente à substituição de elementos e peças metálicas rebitadas.

Da Rede Ferroviária Nacional fazem parte 2358 pontes, sendo que destas 547 são pontes metálicas, algumas delas centenárias e de elevado valor histórico, e que, graças ao regular trabalho de preservação e manutenção realizado pela IP, permanecem ao serviço sem limitações.

delio pereira pedro ribeiro

A Comissão Política Concelhia do Partido Socialista do Cartaxo aprovou na noite desta segunda-feira, 13 de março, por unanimidade e aclamação, o nome de Délio Pereira para liderar a lista do partido à União de Freguesias Cartaxo – Vale da Pinta.

Advogado de profissão, de 55 anos, Délio Pereira é o atual presidente da junta, tendo sido o primeiro secretário da junta de freguesia do Cartaxo no mandato anterior, então sob a Presidência de Manuel Luís Salgueiro.

Antes de estar à frente da união de freguesias, Délio Pereira foi presidente da Associação Gentes do Cartaxo e dirigente do Jardim de Infância do Cartaxo, da Sociedade Filarmónica Cartaxense e do Rancho Folclórico do Cartaxo, entre outras associações.

“Délio Pereira neste mandato deu prioridade ao investimento na área da educação e ao apoio às pessoas com grande proximidade às IPSS, às associações culturais, desportivas e recreativas da União de Freguesias. A par de tudo isto tem conseguido uma recuperação financeira notável ao nível da enorme dívida que encontrou na Junta de Freguesia de Vale da Pinta”, comentou já hoje o presidente da Câmara do Cartaxo, o também socialista Pedro Magalhães Ribeiro.

cgd golega

Os deputados do PSD eleitos por Santarém querem uma posição de força de todos os partidos políticos no sentido de reverter o encerramento do balcão da Caixa Geral de depósitos (CGD) na Golegã, decidido no âmbito da reestruturação do banco público.

Numa visita efetuada hoje ao concelho da Golegã, os deputados Teresa Leal Coelho, Nuno Serra e Duarte Marques, reuniram com o Presidente da Câmara Municipal da Golega, Rui Medinas, e com o Vereador do PSD, José Godinho Lopes, e acompanhados pelo Presidente dos Trabalhadores Social Democratas de Santarém, Joaquim Morgado, e pela ex Deputada Isilda Aguincha, assinaram a petição pública apresentada pelos cidadãos que pretende sensibilizar o Governo e a administração da Caixa Geral de Depósitos para “o erro e injustiça” que representa o encerramento deste balcão.

Para os deputados do PSD, esta é uma questão de bom senso pois não faz qualquer sentido deixar um concelho sem uma representação da CGD ou nem sequer se ponderar reduzir o horário de funcionamento ou adoptar outro de tipo de poupanças possíveis.

Nuno Serra, presidente da distrital do PSD, desafiou mesmo os deputados dos restantes partidos eleitos por Santarém, a "darem as mãos” para tentar inverter esta situação. “Se todos nos unirmos é possível impedir o encerramento deste balcão que serve a população, as instituições sociais e as empresas das Golegã", afirmou.

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis