app chamuscamicromineiro slide

Politica

bms01

No ano de 2017, a Câmara Municipal de Santarém investiu 1,3 milhões de euros na proteção civil e, ainda este ano, vai comprar uma nova viatura de combate a incêndios, que deverá chegar em junho, e contratar mais bombeiros.

A informação foi revelada pelo presidente da autarquia esta terça-feira, 15 de maio, durante a cerimónia de tomada de posse do novo comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém. Perante uma plateia onde estavam cerca de meia centena de bombeiros do município, a maior parte dos comandantes das corporações dos vários concelhos do distrito e responsáveis da Liga e Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, entre outros, Ricardo Gonçalves salientou o esforço feito pela autarquia no apoio não só aos bombeiros municipais mas também às três corporações de voluntários do concelho.

O autarca afirmou ainda que o município quer mesmo avançar para a construção de um novo quartel para os municipais, revelando que o projeto está a avançar e esperando que seja possível candidatá-lo a fundos comunitários do programa Portugal 2020.

Ricardo Gonçalves manifestou ainda a sua preocupação com a situação e os atrasos do dispositivo de combate a incêndios, revelando que escreveu aos presidentes da República e da Assembleia da República, ao Primeiro Ministro e ao Ministro da Administração interna a mostrar essas mesmas preocupações, garantindo que a câmara vai fazer o que é possível mas não vai conseguir fazer tudo.

"Onde estão os meios aéreos? Quando chega o helicóptero para Pernes?" questionou o autarca prometendo "fazer barulho" caso os meios não estejam prontos a 1 de junho, conforme previsto.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Emoção na tomada de posse do novo comandante dos Bombeiros de Santarém

José Guilherme vai ser o novo comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém

 ps secretariado alcanena

A saúde e a educação são as duas primeiras áreas a que o Secretariado Distrital de Santarém do Partido Socialista vai dar atenção de imediato. Reunidos na segunda-feira, em Alcanena, os dirigentes socialistas decidiram visitar o Centro Hospitalar do Médio, bem como um conjunto de infraestruturas escolares em diversos pontos do distrito, a fim de recolher informação sobre as carências do distrito nestas áreas, mas também sobre o trabalho que está a ser feito para as ultrapassar.

O presidente da Federação,  António Gameiro, refere que “o PS não se desviará um milímetro da sua estratégia global para o distrito, que tem no topo da sua agenda de prioridades o tema da Saúde”.

As intervenções dos elementos do secretariado apontaram para a necessidade de organizar um conjunto de iniciativas setoriais que permitam aprofundar o conhecimento dos problemas e traçar um diagnóstico correto das condições de vida das populações, um apelo que se traduzirá num calendário bastante preenchido e intenso, como as pessoas terão oportunidade de ir observando, explicou o líder da federação, “porque os deputados e os nossos dirigentes não estão acomodados”.

Esta foi a primeira reunião descentralizada da estrutura, que pretende percorrer todo o distrito. Em Alcanena, a Presidente de Câmara Fernanda Asseiceira sublinhou “a situação da Estrada Nacional 361”, para a qual exige solução há vários anos, “tendo agora a expectativa de que as obras possam ter início em breve”.

psd distrital

A Comissão Política Distrital (CPD) do PSD de Santarém está preocupada com os atrasos no dispositivo de combate a incêndios e com a inoperacionalidade do Bloco operatório do Hospital Distrital de Santarém.

Os dois assuntos estiveram em destaque na primeira reunião da CPD, eleita a 5 de maio, que decorreu esta terça-feira, dia 15 e foi alargada às concelhias.

A Comissão Política Distrital do PSD de Santarém, na primeira reunião alargada às concelhias, após as eleições de 5 de maio de 2018, demonstrou vontade de iniciar um novo ciclo de intervenção política ativa e de preparação de um programa estratégico para o Distrito, que sirva de base ao programa eleitoral para as próximas legislativas e que será desenvolvimento nos próximos meses, com o apoio de um Conselho Estratégico Distrital.

No dia em que começou a agora chamada fase dois do dispositivo de combate a incêndios – que decorre de 15 de maio a 31 de maio - foram apontadas várias falhas no combate aos incêndios, nomeadamente a falta de meios aéreos que a esta altura já deveriam estar operacionais.

A Comissão Política condenou ainda a inoperacionalidade do Bloco Operatório do Hospital Distrital de Santarém, que se encontra ainda encerrado, devido à suspensão das obras de requalificação por falta de fundos disponíveis, com impacto muito negativo na prestação de cuidados de saúde no distrito.

A Comissão Política defende ainda a necessidade de definição de um novo modelo de distribuição de fundos comunitários para o próximo quadro de financiamento comunitário, com foco nos territórios de baixa densidade e garantindo a escolha do setor das agroindústrias como uma área estratégica nacional, fundamental para o aumento das exportações.

"Estamos empenhados em liderar causas estratégicas para o distrito e para a região”, sem esquecer “o apoio a todos os eleitos, estejam no poder ou na oposição”, refere o novo presidente da CPD do PSD, João Moura.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis