chamusca appTecfresh17

Politica

ourempaulofonsecaTC

O PS de Ourém apresentou recurso junto do Tribunal Constitucional (TC) para que seja aceite a recandidatura de Paulo Fonseca à Câmara Municipal, já recusada duas vezes por inelegibilidade do cabeça de lista.

Através de um comunicado de imprensa divulgado este domingo, 27 de agosto, os socialistas adiantam que o mandatário da candidatura remeteu para o TC “o adequado recurso, assente no processo individual que o cidadão Paulo Fonseca tem desenvolvido, num conjunto de elementos legais e no historial administrativo decorrente da própria candidatura”.

Sublinhando que mantém a sua confiança política e pessoal no cabeça de lista do PS, que venceu as autárquicas de 2009 e 2013, o PS de Ourém recorda que “a situação de insolvência do cidadão Paulo Fonseca resultou do fato de este ter sido sócio de algumas empresas até 2008”.

Legalmente, o TC tem dez dias para se pronunciar.

No caso da candidatura de Paulo Fonseca, que foi declarado insolvente em 2014 por dívidas acumuladas que rondavam os 4 milhões de euros, a número 2 da lista, Cília Seixo, será a cabeça de lista do PS à Câmara de Ourém.

incendio abrantes

A Câmara de Abrantes informou esta sexta-feira os munícipes que os serviços municipalizados vão proceder ao ressarcimento do excesso de água consumida pelos munícipes, nas áreas atingidas pelos incêndios das últimas semanas.

"Para o efeito, os munícipes deverão apresentar junto dos serviços, no Parque Industrial, as faturas com indicação de consumos de água anormalmente altos e que sejam correspondentes com as datas das ocorrências. Será feita a média do consumo mensal e todo o montante que for superior a essa média não será liquidada e será feito o respetivo acerto", explica a autarquia.

quinta pratas ctx

As obras de remodelação dos campos polidesportivos descobertos do Complexo Cultural e Desportivo da Quinta das Pratas, no Cartaxo, orçadas em cerca de 46 mil euros, estão em fase final de adjudicação.

A garantia é do presidente da autarquia, Pedro Magalhães Ribeiro, que esta segunda-feira, 21 de agosto, na reunião da Câmara Municipal do Cartaxo, admitiu que a falta de trabalhos regulares de manutenção dos campos levou a uma degradação preocupante de vários equipamentos da Quinta das Pratas, tendo a autarquia avançado com a recuperação das situações mais urgentes.

A par da remodelação dos campos polidesportivos, já tiveram início trabalhos de pintura no complexo da Quinta das Pratas, executando assim o contrato que prevê a pintura de todos os muros – paredes interiores e exteriores –, assim como, das bancadas de apoio aos espaços polidesportivos, num investimento de cerca de 21 mil euros.

A par do investimento público na requalificação da Quinta das Pratas, a Câmara Municipal abriu o complexo ao investimento privado. “A Quinta das Pratas, pela sua centralidade, facilidade de estacionamento, proximidade aos principais acessos rodoviários e possibilidade de criação de sinergias para praticantes de várias modalidades, é um espaço privilegiado, que tem ainda possibilidades de crescimento”, afirmou Pedro Ribeiro, dando como exemplo o recente investimento privado no campo de Padel, cujas obras estão em fase de conclusão e que foi atribuído por hasta pública.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis