chamusca appcoruche sabores-tasquinhas

Politica

A Assembleia da República aprovou na manhã desta sexta-feira, 6 de abril, por unanimidade, dois votos de pesar - um dos PSD outro do CDS - pela morte de José Andrade, antigo deputado, ex-presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e ex-vereador da Câmara de Santarém.

José Andrade, o primeiro presidente do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), e um nome ligado ao PSD, partido pelo qual foi candidato à presidência da Câmara Municipal de Santarém, em 2001, morreu na terça-feira, 3 de abril, vítima de doença prolongada.

Nascido no Vale de Santarém a 8 de Maio de 1948, José Andrade viveu quase sempre em Almeirim. Começou a ocupar cargos de destaque na Primeira Legislatura, onde foi deputado na Assembleia da República entre 1976 e 1979 e, mais tarde, em 1996, chegou a presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), cargo onde se manteve durante 3 anos.

A ligação à política e à agricultura foram a base para ser, a par de José Manuel Casqueiro, o grande responsável pela construção do CNEMA, que permitiu retirar a Feira Nacional de Agricultura para a Quinta das Cegonhas, espaço que passou a acolher, além da feira, outros eventos importantes.

Após ter sido presidente do CNEMA e da CAP, em 2001, foi cabeça de lista do PSD à Câmara de Santarém, tendo perdido na disputa com Rui Barreiro (PS). Quatro anos mais tarde, num processo que não foi pacífico, acabaria por não se recandidatar, tendo sido substituído por Moita Flores.

Homem ligado á terra e aos touros, engenheiro agrónomo de formação, era um desportista, tendo jogado futebol nos juniores do Sporting e sido vice-campeão nacional de ralis no primeiro campeonato da modalidade realizado em Portugal.

A Câmara Municipal de Santarém vai integrar 54 trabalhadores precários no quadro de funcionários do município. A decisão de abrir o concurso foi tomada, com 5 votos a favor do PSD e 4 abstenções do PS, na reunião do executivo de 22 de março e a maioria dos lugares (30) destina-se a assistentes operacionais na área da educação.

O concurso, que vai decorrer no âmbito do Programa de Regularização Extraordinária de Vínculos Precários (PREVAP), inclui ainda 14 assistentes operacionais para a DEPA, 7 técnicos superiores para vários serviços e outros 3 assistentes técnicos e operacionais.

As vagas destinam-se a trabalhadores que estiveram ao serviço do município em estágios ou programas ocupacionais, que serão agora contactados para saber se estão interessados no vínculo definitivo à autarquia.

Com a abertura do concurso, a autarquia reconhece que os funcionários em causa ocupavam cargos que correspondem a necessidades permanentes dos serviços, e que as funções exercidas no âmbito do conteúdo funcional das respetivas carreiras gerais estão ou estavam sujeitas ao poder hierárquico, à disciplina e à direção, sem vínculo jurídico adequado.

A Juventude Socialista (JS) do Cartaxo visitou recentemente o Pavilhão do Inatel daquela cidade, tendo os seus elementos ficado preocupados com o estado de conservação daquela infra-estrutura desportiva.

"Decidimos visitar o Inatel porque acreditamos ser uma prioridade a resolver durante este mandato autárquico", explica um comunicado da JS Cartaxo, acrescentando que "o Inatel tem sido um caso constante em cima da mesa, pois para além de ser um dos poucos pavilhões desportivos no nosso concelho é um espaço que é utilizado diariamente por dezenas de jovens".

A requalificação dos balneários e a substituição dos vidros partidos que durante o Inverno permitem a entrada de alguma água, são as prioridades apontadas pela JS Cartaxo, que já reuniu igualmente com o vereador com o pelouro do Desporto na Câmara do Cartaxo, Pedro Nobre,  que assumiu que esta é também uma prioridade para o executivo municipal, que pretende requalificar o espaço o mais brevemente possível.

Cerimónia de Apresentação Santarém Cup 2018