chamusca appelgalego natal2017

Politica

 salvaterra executivo.

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos aprovou esta quarta-feira, 22 de novembro, o Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para 2018, num valor de 12,6 milhões de euros, muito semelhante a 2017.

A autarquia fixou em 0,35 a taxa de IMI para 2018, abaixo do limite legal, e uma derrama de taxação 0 para as micro e pequenas empresas e de 1% para as empresas com volume de negócios superior a 150 mil euros.

O Orçamento mantém os apoios financeiros aos clubes desportivos, associações, IPSS’s e juntas de freguesia, assim como as cedências gratuitas de transporte municipal às IPSS’s e coletividades. Será ainda aumentado, em 20%, o apoio concedido aos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos.

“Estamos a conseguir apoiar e fazer um pouco mais pelas associações apesar de as receitas municipais não crescerem”, explicou na sessão camarária o presidente da autarquia, Hélder Manuel Esménio.

Ao nível das despesas previstas, a recolha e tratamento de resíduos, as despesas com pessoal, a iluminação pública e ampliação da rede existente, o turismo e as atividades económicas e a ação social assumem importância relevante, assim como a educação, com um total de investimento que ultrapassa os 2 milhões de euros. As áreas da cultura, desporto, recreio e lazer são igualmente relevantes, com um valor de cerca de 1,2 milhões de euros.

Quanto aos investimentos, destaque para o novo Centro Escolar de Foros de Salvaterra e Várzea Fresca, num investimento de cerca de 1,2 milhões de euros, a reabilitação do Espaço Jackson, em Glória do Ribatejo, com perto de 1 milhão de euros e a conclusão dos passeios e estacionamentos na EN367, entre a Estrada Militar e a EN118, em Marinhais, que vai mobilizar 300 mil euros do Orçamento.

Será ainda prioridade em 2018 a criação, no Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, do “Museu do Concelho – Rio, Lezíria e Charneca”, assim como a continuidade dos trabalhos de arranjos urbanísticos em diversos locais do concelho.

A Câmara vai ainda manter o critério das boas contas, com pagamentos aos fornecedores num prazo máximo que fica aquém dos 30 dias..

Os documentos foram aprovados com maioria, com quatro votos do PS e uma abstenção do BE, e serão agora submetidos à Assembleia Municipal, marcada para 29 de novembro.

A oposição juntou-se esta quarta-feira contra o PS para aprovar a inclusão de uma verba até ao montante de 800 mil euros para a requalificação do projeto e lançamento da obra da residência para estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

Segundo o deputado comunista António Filipe, um dos autores da proposta, apresentada na Assembleia da República em sede aditamento ao Orçamento do Estado para 2018, contou com os votos contra do PS, mas foi aprovada com os votos favoráveis de todos os outros partidos.

“Em 24 de fevereiro de 2017 a Assembleia da República aprovou por unanimidade a Resolução n.º 42/2017, em que considera prioritária a construção de uma residência para estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior. Importa dar cumprimento a essa Resolução. Na verdade, trata-se de concluir um projeto que ficou inacabado. Das três componentes inicialmente previstas, foram construídos o edifício de ensino e a cantina, tendo sido relegada para momento posterior a construção da residência, prevista no projeto. O terreno destinado a essa construção encontra-se expectante no interior do campus escolar”, explica a proposta hoje aprovada.

De acordo com o mesmo documento, a construção da residência corresponde a uma necessidade premente da população escolar, numa instituição que é frequentada por 945 alunos no presente ano letivo e com uma percentagem muito significativa de estudantes deslocados.

A obra tem um valor global estimado em 2 milhões e 650 mil euros, sendo que estes 800 mil euros permitirão proceder à atualização do projeto e ao lançamento da obra cuja realização se concluiria em anos subsequentes.

joao leite

O ex-vereador João Teixeira Leite foi eleito esta quinta-feira, 16 de novembro, líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal de Santarém no atual mandato autárquico (2017-2021).

João Leite encabeçou a única lista a sufrágio, eleita com 17 votos a favor e dois em branco, e terá como vice-presidentes Luís Taborda e Tiago Vitorino. Sandra Coelho será a secretária.

João Leite é atualmente o vice presidente do PSD de Santarém, foi deputado municipal no mandato 2005-2013 e vereador no mandato 2009-2013, e assessor do Secretário de Estado do Emprego nos XIX e XX Governos Constitucionais.  

A nível profissional é administrador executivo da Santa Casa da Misericórdia de Leiria desde 2016.

Após a eleição, João Leite definiu como grande desafio da bancada do PSD na Assembleia Municipal o de dar um importante contributo para a aproximar este importante órgão autárquico da comunidade em geral.

“Os 12 deputados eleitos do PSD têm de fiscalizar o trabalho desenvolvido pelo executivo, bem como, ter uma atitude pró ativa, de apresentação de propostas, que sejam exequíveis e relevantes para o desenvolvimento e crescimento de Santarém. Vamos percorrer o Concelho com visitas às diversas freguesias, associações e instituições”, afirmou perante os deputados municipais, presidentes de junta e executivo municipal do PSD.

A eleição de João Leite surge depois do estranho processo que levou o PSD a perder a presidência da Assembleia Municipal de Santarem para o PS, apesar dos sociais democratas terem sido o partido mais votado nas eleições de outubro.

Na altura, na votação, por voto secreto, a lista liderada por Joaquim Neto (PS) obteve 22 votos, contra 18 da lista social democrata, encabeçada por José Gandarez (PSD), que tinha sido o cabeça de lista do partido à Assembleia Municipal.

O mais estranho e surpreendente na votação foi que Gandarez não conseguiu sequer reunir os votos dos elementos na sua bancada presentes na altura da votação (19), enquanto Joaquim Neto somou mais 6 votos do que os elementos da bancada socialista presentes na sala (16).

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis