chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

alcanede multiusos

A Câmara de Santarém reconheceu esta segunda-feira, 24 de setembro, o interesse público municipal do novo edifício multiusos de Alcanede, constituído por dois pavilhões a construir no terreno na feira, junto ao parque escolar e ao parque de jogos daquela freguesia do norte do concelho.

De acordo com a memória descritiva apresentada na reunião, o novo espaço multiusos irá ser construído numa parcela de 4.400 metros quadrados, com uma área de construção de 475m2, e "pretende tirar partido das condições naturais que o local oferece e das infraestruturas já existentes no local", onde se realiza atualmente a ExpoAlcanede, e os já referidos espaços escolar e de jogos.

O projeto estrutura-se em dois volumes (dois pavilhões), cuja implantação resulta numa espécie de "L", com os dois pavilhões interligados e complementares entre si.

O pavilhão 1, situado do lado esquerdo, destina-se predominantemente à função comercial de expositores e local de venda e/ou promoção de produtos ou serviços. A planta apresenta uma proposta com áreas de circulação e áreas para os expositores

O pavilhão 2 apresenta um palco para apresentações e espetáculos, num espaço polivalente que simultaneamente pode partilhar atividades de restauração e bebidas, dispondo para o efeito das infraestruturas necessárias para a instalação de serviço de cafetaria, serviço de bar e/ou núcleos de cozinhas para restauração e promoção da gastronomia local. Apresenta ainda uma área com gabinetes para "startups", incentivando assim fomentar a inclusão de novas empresas e negócios para a região.

O futuro imóvel servirá "para complemento de diversas funções sociais pretendidas: festivas, comerciais, cívicas, culturais, educativas e desportivas", pretendo-se que seja "um pólo de dinamismo representativo do desenvolvimento de Alcanede, com representação concelhia".

Apesar de, nesta fase, não ser possível avançar com um valor muito rigoroso, a autarquia estima que a obra possa rondar um milhão de euros, a grande maioria do qual sairá do orçamento municipal.

A declaração de interesse público foi aprovada por unanimidade, mas os vereadores do PS fizeram um voto de protesto, queixando-se de não terem tido acesso prévio a toda a informação sobre o assunto. "É um projeto demasiado sério para não ser apresentado em primeiro lugar ao executivo municipal", lamentou Rui Barreiro (PS), referindo à apresentação feita no fim de semana durante a ExpoAlcanede.

A proposta de construção, que poderá ver AQUI, seguirá agora os trâmites normais, prevendo-se que o projeto avance ao longo dos próximos meses e que o assunto possa voltar ao executivo municipal, para aprovação final, no início do segundo trimestre de 2019.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis