app chamuscabanner festas coruche

santaremFNAassuncao

O CDS/PP considera “inaceitáveis” os possíveis cortes em apoios ao mundo agrícola previstos no próximo orçamento europeu, e pede ao Governo que "não aceite perder nenhum euro de verbas comunitárias para o desenvolvimento rural".

Esta foi uma das ideias deixadas por Assunção Cristas durante uma visita à Feira Nacional de Agricultura, onde a líder centrista admitiu que o Governo possa votar contra o orçamento no Conselho Europeu.

O Governo "tem que trabalhar intensamente" nas "muitas rondas negociais" que tem pela frente, disse Cristas, para quem Portugal deve ter “voz grossa” em Bruxelas e nunca aceitar “um corte de 15% no desenvolvimento rural”.

"As notícias de Bruxelas não são boas, são más. Nem são boas para os agricultores, nem para o Orçamento do Estado, nem para a coesão territorial, nacional e europeia", disse a antiga ministra da Agricultura, sublinhando que a primeira proposta de orçamento da Política Agrícola Comum (PAC) para o período 2021 a 2027 tem que ser melhorada.

Por outro lado, Assunção Cristas manifestou-se satisfeita em regressar a um certame onde se pode "ver o empenho" das organizações de agricultores e dos produtores e como a agricultura portuguesa está "cada vez mais sofisticada e mais dinâmica".

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis