app chamuscacoruche ficor

Os documentos de gestão da Câmara Municipal de Azambuja respeitantes ao ano 2017 foram aprovados na reunião do executivo de 19 de abril, traduzindo uma melhoria da situação financeira da autarquia.

Com um total de receitas arrecadadas de 16,9 milhões de euros, para que muito ajudou uma cobrança extraordinária de IMT no valor de 2,2 milhões de euros, as contas apresentam um nível de execução orçamental da receita de 115,3%.

Já a despesa, atingiu os 15,6 milhões de euros, uma redução de 8,2% face a 2016, ano em que se realizou uma operação de substituição de dívida (PAEL) por um empréstimo mais vantajoso em termos de juros. A execução orçamental da despesa alcançou os 88%, com realce para o aumento em cerca de 50% dos recursos canalizados para as áreas de investimento.

No balanço, o saldo de gerência transitado para o ano 2018 foi de 4,3 milhões de euros.

O quadro de pessoal do município registou um crescimento para 314 trabalhadores (mais 22 que em 2016), em grande parte devido à aposta da educação com o reforço do número de auxiliares de ação educativa colocados nos três agrupamentos escolares existentes neste concelho.

A autarquia terminou 2017 com um prazo médio de pagamentos de 1 dia.

Inauguração FICOR 2018, em Coruche - Fotos de João Dinis