app chamuscafestival bike sideshow

salvaterraestradasreuniaoIP

O mau estado de conservação da Estrada Nacional 367 foi um dos assuntos debatidos numa reunião entre a Câmara de Salvaterra de Magos e a Infraestruturas de Portugal (IP), empresa que é responsável pela manutenção desta via.

Lembrando que esta estrada serve 10 mil pessoas, o presidente da autarquia, Hélder Esménio, sublinhou que é a Câmara Municipal que está, neste momento, a proceder à construção de passeios e estacionamentos, desde o cruzamento da EN118 com a Estrada Militar, em Marinhais, e que irá também responsabilizar-se por alcatroar as bermas danificadas por esta intervenção.

No encontro, a Câmara de Salvaterra mostrou-se disponível para repavimentar metade da via, numa extensão de 800 metros, desde que a IP assegure a outra metade, uma possibilidade que a empresa ficou de avaliar.

Em relação à EN114-3, o autarca considerou urgente a sua requalificação, uma vez que a mesma liga duas sedes de concelho e o nó da A13 tendo a IP respondido que tem previsto elaborar um projeto para uma intervenção na via sem alteração do perfil da mesma.

A Estrada Nacional 118 e a questão da ponte Rainha D. Amélia, que apresenta problemas de sustentabilidade e atravessamento, também estiveram em cima da mesa.

Sobre a ponte, a IP solicitou o envio de toda a informação relativa a levantamentos feitos à estrutura e às fundações, para que possam efetuar a avaliação técnica da situação.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis