chamusca pinoquioavisan2017

barquinhacomboioraiano

Os deputados do PS eleitos pelo distrito de Santarém querem saber quais as razões pelas quais o novo comboio que faz a ligação entre as cidades do Entroncamento e Badajoz, em Espanha, não efetuar paragem em Vila Nova da Barquinha.

A CP – Comboios de Portugal lançou no passado dia 29 de agosto uma nova ligação diária entre o Entroncamento e Badajoz, através do comboio “Raiano”, que faz duas viagens por dia, uma em cada sentido, na Linha do Leste.

Através de uma Pergunta entregue na Assembleia da República, os deputados socialistas Hugo Costa, António Gameiro e Idália Serrão querem que o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas explique quais os critérios que levaram à decisão de não incluir a Barquinha no mapa das paragens.

O concelho “apresenta uma importância militar e turística inegável, além de só na sede de concelho, local que a estação serve, ter cerca de 3.200 pessoas, pelo que consideramos justificável a pretensão”, segundo se lê no documento entregue no Parlamento.

Os subscritores, que consideram a nova ligação “muito positiva”, questionam ainda se está a ser estudada a eventual paragem na Barquinha.

Segundo os horários disponibilizados na página da Internet da CP, o “Raiano” parte do Entroncamento às 10h12 e chega à cidade espanhola às 14h16, hora espanhola, regressando às 16h24 de Badajoz, com chegada ao Entroncamento às 18h25.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis