chamusca apptagus

santaremautarquicasvotoscands

 

Seja com candidatos próprios ou apoiando movimentos independentes locais, o PSD é o único partido que concorre às 18 Assembleias de Freguesia e Assembleias de União de Freguesia do concelho de Santarém, nas próximas autárquicas de 1 de outubro.

 

Descontando o apoio a movimentos de cidadãos eleitores, o PS é o partido que surge com mais candidaturas em nome próprio, 15 no total, seguido por 14 da CDU, apenas 13 por parte do PSD, quatro do CDS/PP, e três do movimento de cidadania associado ao Bloco de Esquerda.

 

Olhando para o mapa do concelho, há mesmo uma freguesia em que o PSD é o único partido a apresentar candidato: na Abrã, com a recandidatura do atual presidente de junta Rui Ferreira.

Na Gançaria, o atual presidente Joaquim Duarte Aniceto, eleito há quatro pelo CDS/PP, recandidata-se agora pelo PSD, e terá como adversário Joaquim Félix, que concorre pelo PS.

 

União da Cidade e Almoster disputadas por cinco cabeças de lista

 

Das 18 Assembleias de Freguesia do concelho, há duas em que todos os partidos apresentaram lista, à União da Cidade de Santarém (que congrega as quatro antigas freguesias urbanas da cidade) e em Almoster.

 

Na cidade, o PSD recandidata o atual presidente de Junta, Carlos Marçal, que vai disputar o ato eleitoral com Carlos Catalão pelo PS, Paulo Correia pela CDU, Hugo Ribeiro pelo CDS/PP, e Graça Isabel, pelo Bloco de Esquerda.

 

Em Almoster, também se recandidata pelo PSD o atual presidente do órgão, João Neves, contra António Pereira pelo PS, Ana Serrão Bernardes pela CDU, Sandro Gomes pelo BE, e Rodrigo Cunha pelo CDS/PP.

 

De resto, há apenas duas freguesias com quatro cabeças de lista, Alcanede e a União de Freguesias da Romeira e Várzea.

 

No caso de Alcanede, a maior freguesia não urbana do concelho, onde a atual presidente de Junta Cristina Neves não se recandidata, surgem Manuel Joaquim Vieira (também ex-presidente de Junta) pelo PSD, Nuno Carreira pelo PS, Hermínio Alves pela CDU e Isabel Batista pelo CDS/PP.

 

No que diz respeito à União de Freguesias de Romeira e Várzea, o atual presidente de Junta Artur Colaço volta a recandidatar-se pelo PS, contra Dilma Madeira Lopes pela CDU, Manuel Serra pelo CDS/PP, e Carlos Beja, ex-presidente de Junta da vizinha Moçarria, pelo MIRVA – Movimento Independente Romeira Várzea, que conta com o apoio do PSD.

 

Movimentos independentes têm expressão no mapa eleitoral

 

No concelho, há ainda dois casos curiosos, onde PSD e PS apoiam o mesmo movimento de cidadãos eleitores, liderados por candidatos independentes.

 

Um dos casos é na União de Freguesias de Azoia de Cima e Tremez, onde o atual presidente da Junta Luís Mena Esteves surge como cabeça de lista do LITA – Lista Independente Tremez Azoia, e onde concorre apenas Fernando Borgas, pela CDU.

 

A outra situação ocorre na União de Freguesias de Achete, Póvoa de Santarém e Azoia de Baixo, com os dois principais partidos a apoiar a candidatura de Guida Botequim pelo MIAAP – Movimento Independente Achete, Azoia e Póvoa, contra Ana Paula Guerra pela CDU, e Paulo Chora pelo Bloco de Esquerda.

 

Ricardo Costa, o autarca mais antigo do concelho, volta a recandidatar-se à Assembleia da União de Freguesias de São Vicente do Paul e Vale de Figueira pelo MIFU, mas conta apenas com o apoio do PSD, uma vez que o PS apesenta João Ferrão como cabeça de lista e a CDU aposta em António Chança.

 

Na Moçarria, Marcelo Morgado, que chegou à presidência da Junta ao concorrer, há quatro anos, pela lista do MIMO com o apoio do PSD, trocou de camisola e é agora o candidato do PS, numa freguesia onde os social-democratas apoiam Margarida Gomes (MIMO) como cabeça de lista, e Dora Guilherme será a candidata pela CDU.

 

Recandidaturas, reconquistas e trocas de cadeiras

 

Nas restantes oito freguesias que faltam aqui analisar, há cinco onde os atuais presidentes de Junta surgem como recandidatos ao cargo e à maioria nas respetivas Assembleias.

 

Do lado do PSD, Carlos Santos volta a ser cabeça de lista nas Abitureiras, tendo António Branco, pelo PS, como único opositor, e Paulo Guedes recandidata-se em Arneiro das Milhariças, onde surgem também, nas próximas autárquicas, Helena Martinho pelo PS e Nélson Mena pela CDU.

 

Do lado do PS, Luís Emílio Duarte volta a recandidatar-se em Pernes, onde o PSD apresenta Sérgio Tormenta e a CDU avança com Estanislau Gonçalves.

 

Pedro Mena Esteves é recandidato pelos socialistas em Alcanhões, contra Pedro Rui Branco, do PSD, e Maria Leonor Fonseca, da CDU, ao passo que, no Vale de Santarém, Manuel João Custódio concorre a um segundo mandato contra Jorge Nogueira, do PSD, e André Gomes, pela CDU.

 

Seja qual for o resultado das próximas autárquicas de 1 de outubro, Amiais de Baixo, Póvoa da Isenta e a União de Casével e Vaqueiros vão ter novos presidentes de Junta.

 

Uma vez que José Augusto Santos, atual presidente de Junta de Amiais de Baixo, é o número 2 da lista de Rui Barreiro à Câmara de Santarém, o PS concorre a esta Assembleia com uma lista encabeçada por Duarte Neto, sendo Marco Aurélio Torres o candidato do PSD, e Manuel Simões o cabeça de lista da CDU.

 

Na Póvoa da Isenta, uma vez que a presidente da Junta Vanessa Duarte, eleita pela CDU em 2013, passou a cabeça de lista do PSD à Câmara do concelho vizinho de Almeirim, concorrem José João Pedro pelo PSD, João Delgado pelo PS, e Patrícia Burlamaqui pela CDU.

 

Por fim, na União de Freguesias de Casével e Vaqueiro, perante a não recandidatura de Carlos Trigo, concorrem Miguel Tomás pelo PSD e Gonçalo Azinheira pelo PS.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões