chamusca appelgalego natal2017

riomaiorBEcandidatura

Francisco Pascoal, um jovem de 20 anos, é o cabeça de lista à Câmara Municipal de Rio Maior pelo Bloco de Esquerda, que apresentou oficialmente a sua candidatura aos órgãos autárquicos do concelho este domingo, 6 de agosto, numa sessão onde marcou presença o deputado Pedro Soares.

Para a Assembleia Municipal, o BE avança com outro jovem de 20 anos, Luís Bento, ao passo que o candidato à Assembleia de Freguesia da cidade é Orlando Gonçalves, de 72 anos.

Esta candidatura “representa um grande avanço democrático no concelho. Temos ideias novas e visões distintas dos grandes partidos que sempre controlaram Rio Maior”, afirma Francisco Pascoal, um ambientalista convicto e defensor do ensino público, licenciado em biologia celular e molecular pela Universidade Nova de Lisboa.

“Não temos medo de defender as nossas causas, em nome do progresso social e político”, acrescentou o cabeça de lista, explicando que “a luta contra a precariedade e a defesa de um bem essencial como a água são as nossas grandes bandeiras”.

A candidatura, que diz reunir um grupo bastante eclético de pessoas, diz querer combater os ciclos repetitivos da política riomaiorense com novas ideias “mais práticas do que teóricas”.

Luís Bento, o jovem candidato à Assembleia Municipal, é natural de Alcobertas, está a frequentar a licenciatura em ciência política no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, e é membro suplente da atual Coordenadora Nacional de Jovens do BE.

Natural de Rio Maior, Orlando Gonçalves foi funcionário da Câmara Municipal, chefe de campo de golfe e industrial de hotelaria, sendo também membro do Clube Riomaiorense e vice-presidente da União Desportiva de Rio Maior.

O mandatário da candidatura é Ricardo Silva, um estudante de ciência política e relações internacionais, de 19 anos.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis