chamusca appelgalego natal2017

entroncamentotrabalhadoresEMEFproteto

Uma delegação composta por cerca de 50 trabalhadores da EMEF deslocou-se à Câmara Municipal do Entroncamento para entregar uma moção que exige medidas do poder político que garantam um investimento sério na empresa.

A comitiva foi recebida pelo presidente da Câmara, Jorge Faria, e três vereadores, que assumiram uma posição de solidariedade com os trabalhadores da EMEF e comprometeram-se a apresentar em reunião de câmara uma moção de apoio à luta dos ferroviários e por um investimento estratégico na empresa.

Esta ação esteve inserida num conjunto de protestos a decorrer nas oficinas da EMEF por todo o país, e que se denomina por “Marcha pelo Regresso ao Futuro”.

Antes da deslocação aos paços do concelho, os trabalhadores reuniram em plenário e discutiram a necessidade de aumentos salariais (congelados desde 2008), a necessidade de contratação de mais trabalhadores para fazer face às encomendas e a posição a tomar perante a intenção de dividir a EMEF em duas empresas.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis