chamusca appmicromineiro slide

torres novas

Os documentos relativos à Prestação de Contas e Relatório de Gestão do exercício de 2016 da Câmara de Torres Novas foram aprovados na reunião de 11 de abril, com os votos favoráveis do PS, a abstenção do PSD e os votos contra da CDU e do Bloco de Esquerda.

Em comunicado, a autarquia salienta “a obtenção de um resultado líquido do exercício positivo de 2.154.456 euros e um saldo de gerência a transitar de 2016 de 3.375.403,84 euros, atingindo-se pela primeira vez o patamar de independência financeira (52,32%)”.

As contas de 2016 revelam uma execução 93,7% nas receitas orçamentadas e de 82% nas despesas.

A redução da dívida total foi de 18,33% relativamente a 2015, cifrando-se agora nos 19.749.762 euros, mantendo-se a tendência descendente dos últimos anos. O exercício de 2016 foi encerrado sem pagamentos em atraso e com um prazo médio de pagamento de 4 dias (menos 7 que em 2015).

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões