chamusca latitude4micromineiro slide

Educação

santaremescolaalexandreherculano

Os agrupamentos de escolas Alexandre Herculano, de Santarém, e D. Afonso Henriques, em Alcanede, receberam o selo “Escola SaudávelMente – Boas Práticas em Saúde Psicológica e Sucesso Educativo”, atribuído pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP).

Este selo pretende “reconhecer e distinguir as escolas portuguesas, cujas políticas e práticas educativas, demonstram um compromisso forte e efetivo com a promoção do desenvolvimento, da aprendizagem, e da saúde psicológica de toda a comunidade educativa”, segundo explica a própria OPP.

Este projeto, segundo os promotores, “não se preocupa apenas com os alunos, mas também com todos os intervenientes no espaço escolar dos quais depende o seu bem-estar, professores, auxiliares de educação e pais, uma vez que “podem alavancar o desenvolvimento saudável ou constituir-se como barreiras”.

Dos 812 agrupamentos do país, a OPP atribuiu um total de 99 selos, tendo dois deles sido entregues a agrupamentos do concelho.

santaremfeiraprofsalexandre

A feira das profissões que o Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, em Santarém, organizou na quinta-feira, 1 de junho, foi mais uma vez um sucesso, com centenas de alunos deste estabelecimento de ensino a procurarem informações entre os vários stands montados no recinto da escola sede do agrupamento.

"Terminei o 3º ciclo, e agora?" foi o mote para esta iniciativa, que tem por objetivo mostrar aos jovens que frequentam este nível de ensino o leque de opções que os aguarda para seguir o seu percurso académico.

Nesta edição, marcaram presença oito estabelecimentos de ensino, entre os quais a Escola Secundária Ginestal Machado, em Santarém, e as escolas profissionais do Vale do Tejo, de Rio Maior e a Gustave Eiffel, do Entroncamento.

Estiveram também representadas o Cenfim e o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), a APPACDM, no Vale de Santarém, e Magensinus, uma escola de moda em Lisboa.

santaremrolhascortica

O projeto de educação ambiental “Do Montado à Rolha”, promovido pela Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade (EMAS) da Câmara de Santarém, recolheu um total de 19.278 rolhas de cortiça em apenas três meses.

A EB1 da Tojosa, na União de Freguesias de São Vicente do Paul e Vale de Figueira, foi o estabelecimento de ensino que mais rolhas juntou, 4.863, o que vai valer aos seus 23 alunos uma visita de estudo a uma herdade com um montado de sobro no concelho de Coruche, no dia 13 de junho.

As crianças vão assistir ao processo de descortiçamento e visitar o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, para perceberem a importância desta espécie autóctone de elevado valor cultural, económico e ambiental na região e no país.

O desafio “Rolha a Rolha” foi desenvolvido em cinco escolas do 1º ciclo do ensino básico, em parceria com a Corticeira Amorim, tendo sido pedido aos alunos para recolher rolhas de cortiça para reciclagem, a favor do programa Green Cork da Quercus.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões