chamusca appelgalego natal2017

Educação

sara silva startup

Sara Silva, uma jovem do 12.º ano da Escola Secundária Sá da Bandeira, em Santarém, impressionou esta quinta-feira, 30 de novembro, uma plateia com mais de uma centena de empresários que participavam no encerramento do II Fórum de Inovação e Empreendedorismo, organizado pela Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant).

"Os jovens têm iniciativa, têm inteligência e capacidade de desenvolver ideias inovadoras. Quero agradecer à Nersant a oportunidade de desenvolvermos esse lado empreendedor, porque é nos jovens que está o futuro", disse a jovem que esta quinta-feira, foi uma espécie de presidente sombra da Câmara de Santarém.

Sara fez parte de um grupo de oito alunos de escolas do concelho, que acompanharam durante o dia de hoje, em que se comemora o Dia Internacional da Cidade Educadora, o presidente e vários vereadores do executivo municipal, no âmbito do projeto “Hoje sou Autarca”.

Lançada “aos tubarões” pelo presidente da autarquia, Ricardo Gonçalves, que lhe pediu para discursar perante a planteia de empresários e dirigentes associativos, a jovem não se fez rogada, agradeceu a oportunidade e aplaudiu o trabalho da Nersant nas escolas, permitindo aos jovens desenvolver uma ideia, desde a conceção até à busca de financiamento.

Durante todo o dia, os oito alunos tiveram ainda a oportunidade de participar em reuniões de trabalho, visitaram alguns espaços municipais e alguns monumentos, e assistiram à preparação final da colocação da iluminação de Natal e do presépio, no centro histórico, entre outras iniciativas que fizeram parte da agenda dos autarcas.

O objetivo do Projeto “Hoje sou Autarca!” é fomentar uma participação ativa nos trabalhos e nas atividades políticas dos representantes políticos do Concelho.

santarematelierscriancas

“Ciência à Vista” e “Viagens na minha Terra” são duas das ofertas educativas para as crianças das escolas do concelho que a Câmara de Santarém está a promover na Casa do Brasil, no âmbito da exposição “Santarém: cidade em crescente”.

A “Viagens na minha terra” abrange todos os níveis de ensino e está ativa desde maio, contando já com a participação de mais de 800 alunos dos vários níveis de ensino, ao passo que o atelier/oficina “Ciência à Vista” está em desenvolvimento desde 9 de novembro e conta já com a participação de mais de 200 crianças e alunos do pré-escolar e primeiro ciclo.

“De forma lúdica, explora alguns fenómenos científicos diretamente ligados à realidade local: porque acontecem cheias na Lezíria e qual a sua importância na agricultura; como se formam as montanhas, os rios e as fontes; como os antigos guardavam a água; os ciclos dos astros, a noite e o dia, as fases da lua, as estações do ano; relação dos ciclos astrais com o fenómeno das marés e das sementeiras; o magnetismo; propriedades da luz, entre outros”, explica uma nota de imprensa da Câmara de Santarém.

Uma vez que já são bastantes as solicitações dos estabelecimentos de ensino, esta iniciativa vai ser prolongada até março de 2018.

salvaterraprjetointernacional

Um grupo de professores da Escola Profissional de Salvaterra de Magos (EPSM) esteve em La Solana, Espanha, durante a semana passada, a participar num encontro transnacional de preparação do projeto “Students’ International Knowledge Unveils Lovely Areas” (SIKULA), ao abrigo do programa Erasmus+.

O projeto, que envolve também escolas de Itália, Croácia, Roménia e Espanha, visa a promoção do potencial turístico das várias regiões onde os estabelecimentos de ensino parceiros estão instalados, mais concretamente em La Solana (Espanha), Randazzo (Itália), Suceava (Roménia), Dakovo (Croácia) e Salvaterra de Magos.

Durante este encontro, os professores “definiram a tipologia de atividades a preparar com os alunos nas suas escolas”, explica uma nota de imprensa da EPM, que acrescenta que “serão depois construídas promo tours sobre cada região e um prato europeu com ingredientes típicos dos vários países intervenientes”.

O projeto culminará num evento final, em maio de 2019, a decorrer na localidade da escola coordenadora, Randazzo, com uma exposição preparada com todos os materiais produzidos ao longo destes dois anos de projeto.

A EPSM vai acolher o segundo encontro do SIKULA, em março de 2018.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis