chamusca baguncadabanner tasquinhas2017

Educação

santaremalunosestrangeiros

Os alunos de cinco países europeus que estão a participar no projeto “Ideas – Erasmus +” visitaram a Câmara de Santarém, onde foram recebidos pela vereadora com o pelouro da educação, Inês Barroso.

Os alunos, oriundos de Espanha, Itália, Lituânia e Roménia, estão em Santarém a trabalhar na área das línguas, com o objetivo de encontrar métodos de ensino inovadores, e na área das energias renováveis, procurando comparar os consumos energéticos entre o país de origem e Portugal.

“Inês Barroso congratulou-se por Santarém poder receber estes alunos, e lembrou que a cidade pertence à «Rede Internacional de Cidades Educadoras», o que, para além da promoção do intercâmbio de experiências nacionais e internacionais, também passa pela promoção e colaboração em ações concretas entre cidades”, explica uma nota de imprensa da autarquia.

Os jovens estudantes foram acompanhados por Manuel Lourenço, diretor do Agrupamento de Escolas Ginestal Machado, Cristina Ferreira Silva, coordenadora do programa a nível da mesma escola, e as professoras envolvidas neste projeto, Alexandra Forte, Clara Ferreira, e Sandra Baptista, para além dos professores que acompanham os alunos.

salvaterraministroeducacaoforos

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, esteve este sábado, 28 de janeiro, nos Foros de Salvaterra, onde inaugurou o novo relvado sintético e a requalificação do espaço envolvente do Campo da Pedrinha e visitou o futuro centro escolar desta freguesia do concelho de Salvaterra de Magos.

“É com obras como esta que vamos conseguir ter melhores cidadãos e jovens mais preparados e mais felizes”, referiu o presidente da Câmara de Salvaterra, Hélder Manuel Esménio, na cerimónia de inauguração.

No seu discurso, Tiago Brandão Rodrigues sublinhou que “a autarquia soube, e bem, mobilizar recursos dos fundos comunitários para os aplicar naquilo que são mais reprodutivos: o futuro qualificado dos mais novos”.

No que se refere ao Campo da Pedrinha, obra incluiu demolições, movimentação de terras, colocação de relva sintética e de pavimentos, rede de água, drenagem pluvial e vários equipamentos, num investimento de mais de 200 mil euros.

Antes do campo de futebol, a comitiva visitou as obras do futuro centro escolar da Várzea Fresca, que, após concluída a sua construção, vai ditar o fim das aulas em contentores para cerca de 250 crianças nos Foros de Salvaterra.

A obra arrancou em dezembro de 2016, e prevê a criação de salas para o pré-escolar, 1º ciclo, componente de apoio à família (CAF), sala polivalente, biblioteca, cozinha e refeitório, sala de professores, e espaços exteriores e parques infantis, entre outros, numa área total de 2400 metros quadrados.

cartaxo hotspot

A Câmara do Cartaxo vai terminar na próxima semana as alterações que irãoreforçar a cobertura Wi-Fi em nove espaços públicos, permitindo o acesso livre à Internet a todos os utilizadores com dispositivos equipados com tecnologia Wi-Fi.

Em nota de imprensa, a autarquia explica que o acesso - CMC_WIFI_FREE - é efetuado sem necessidade de qualquer registo ou senha, solicitando apenas a aceitação dos termos e condições de utilização .

Os locais onde a rede funcionará são o edifício sede do Município e a Praça 15 de Dezembro, o Centro Cultural do Cartaxo, a Biblioteca Municipal Marcelino Mesquita, o Quartel dos Bombeiros Municipais, as instalações da área de Ação Social e Saúde, a Casa Municipal da Juventude, assim como diversos espaços na Quinta das Pratas – o Auditório Municipal, as Piscinas Descobertas e a área de jardim envolvente –,e a Sala de Imprensa do Estádio Municipal.

"Éum serviço público essencial. A tecnologia que nos une e que nos aproxima, também nos divide e discrimina, acentuando diferenças socioeconómicas”, refere o presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, para quem o acesso à Internet ainda não é generalizado, havendo famílias que não podem aceder a serviços com custos tão elevados como os de fornecedores de internet móvel.

“Embora a OCDE avance que em Portugal 98% dos alunos têm acesso a computadores com ligação à Internet, a verdade é que no nosso concelho, em média, temos ainda três alunos do ensino secundário para cada computador com este acesso, apesar de estarmos dentro da média nacional e acima de alguns municípios da Lezíria do Tejo”, avança o autarca.

O investimento da câmara no "CTX HOTSPOT" custa 150 euros mensais e, durante os primeiros três meses, com a solução ainda em teste, sem todos os equipamentos instalados e sem divulgação, esta solução digital conta já com mais de 15.500 ligações concretizadas.

Carnaval Samora Correia - Fotos João Dinis