chamusca baguncadabanner tasquinhas2017

Educação

constanciacentroescolarmontalvo

Cerca de um ano e meio depois da paragem dos trabalhos, as obras do centro escolar de Montalvo, no concelho de Constância, recomeçaram no final do mês de janeiro.

Recorde-se que, em junho de 2015, a empresa adjudicatária da empreitada suspendeu os trabalhos por se encontrar numa difícil situação financeira e não ter condições para assegurar a sua conclusão.

Alheia à situação, a Câmara de Constância teve que seguir novamente todos os procedimentos legais e burocráticos para concluir a empreitada, tendo garantido novamente o seu financiamento no âmbito do Portugal 2020 e obtido visto do Tribunal de Contas.

 “Cumprindo as diretrizes da carta educativa, a nova infraestrutura aglutinará no mesmo espaço os alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo, ficando devidamente equipado para responder às necessidades destes dois níveis de ensino”, explica uma nota de imprensa da Câmara, que acrescenta que o centro escolar terá salas de estudo, biblioteca, cozinha, refeitório, instalações sanitárias, sala polivalente, zonas de recreio e recinto desportivo, entre muitas outras.

“A sala polivalente, o refeitório, a biblioteca e o pátio principal podem ser utilizadas pela comunidade local”, explica a mesma nota, onde se lê que o equipamento representa um investimento que ronda os 1,8 milhões de euros.

greve

A União dos Sindicatos de Santarém (USS), estrutura afeta à CGTP-IN, já fez uma primeira contabilidade à a adesão dos trabalhadores não docentes, à greve convocada para hoje pela Federação dos Sindicatos da Função Pública, que provocou o encerramento de mais de 70 escolas no distrito de Santarém.

Entre as diversas escolas encerradas por todos os 21 concelhos do distrito, A USS dá como exemplos o Centro Escolar de Benavente, Escola EB 2/3 de Constância, Escola Secundária de Coruche, Escola Secundária do Entroncamento, Escola EB 2/3 Fernando Casimiro (Rio Maior), Centro Escolar de Marinhais, Escola Básica dos Leões (Santarém),  Jardim de Infância Raul Lopes (Tomar), Centro Escolar de Vila Nova da Barquinha, Escola Básica António Torrado (Abrantes), Escola Secundária de Alcanena, Escola EB 2/3 das Fazendas de Almeirim, Escola EB 2/3 José Relvas (Alpiarça), Centro Escolar do Cartaxo, Escola EB 2/3 de Mação e Escola Secundária Maria Lamas (Torres Novas).

“Com dados continuamente a serem atualizados a tendência é de a adesão à greve continuar a subir pois é sabido que algumas escolas serão forçadas a encerrar no período após almoço. De registar, ainda, que em algumas localidades as escolas fecharam por completo como é exemplo em Coruche e que algumas escolas tiveram uma adesão de 100%, como é exemplo a Escola EB 2/3 de Mação”, refere um comunicado da USS/CGTP-IN.

A Federação dos Sindicatos da Função Pública também já fez as contas e diz que a adesão à greve dos trabalhadores não docentes pode chegar aos 90%, com “centenas” de escolas fechadas em todo o país.

Apesar de ainda não haver dados finais, fonte da federação disse à agência Lusa que a adesão está entre 85 e 90%, sendo que Santarém é um dos distritos mais afetados.

Recorde-se que os funcionários das escolas fazem hoje greve para exigir, entre outros aspetos, a negociação da criação de uma carreira especial, mas também mais recursos humanos nas escolas, com os sindicatos a estimarem uma carência de, no mínimo, 2.000 auxiliares.

 

cenfim

O Núcleo de Santarém do CENFIM vai iniciar brevemente ações de formação em "Ideias, Oportunidades e Ferramentas para a Criação de um Negócio" (225 horas), e "Eletricidade e Instalações Elétricas" (225 horas)..

Os ciclos de formação são gratuitos e contam com apoios sociais. Os interessados podem inscrever-se ou obter esclarecimentos através do telefone 243 326 676 ou do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis