chamusca apptagus

Educação

salvaterrayogauniversidadesenior

A universidade sénior de Salvaterra de Magos está a organizar uma semana aberta que decorre entre os dias 19 e 23 de junho, e que marca o encerramento do ano letivo 2016 / 2017.

Entre as iniciativas previstas, está um passeio dos alunos à Ericeira e Convento de Mafra, uma aula de yoga aberta à comunidade no jardim do Cais da Vala (terça-feira, dia 20 de junho), e um piquenique de convívio na Praia Doce, (no dia 21), para alunos e familiares.

Esta semana aberta termina com a cerimónia de encerramento do ano letivo, no dia 23 de junho, pelas 15 horas, no Celeiro da Vala, onde se vai realizar a entrega de diplomas e terá lugar uma atuação do coro e do grupo de dança da universidade sénior.

Segundo uma nota de imprensa da Câmara de Salvaterra de Magos, esta instituição contou, este ano letivo, com cerca de 150 alunos e quase 20 formadores, que lecionaram 22 disciplinas.

entroncamentoferroviariodoce

No dia em que se assinala a elevação do Entroncamento a cidade, 20 de junho, o centro cultural vai acolher a apresentação pública do ferroviário como o doce local, a partir das 19 horas.

Originalmente, o doce ferroviário foi criado pela Pastelaria Ribatejo, uma das casas que fazem parte das memórias do Entroncamento.

O projeto tem vindo a ser desenvolvido há mais de um ano pela Escola Profissional Gustave Eiffel (EPGE), com o objetivo de recuperar este doce local e aumentar o seu reconhecimento público, e em parceria com a ACIS – Associação Empresarial de Torres Novas, Entroncamento, Alcanena e Golegã, com Luís Boavida (antigo gerente da Pastelaria Ribatejo), com o Museu Nacional Ferroviário e com o Município do Entroncamento

Para além do doce, estão a ser estudados, em conjunto com os parceiros, outros detalhes como a embalagem que tem o formato do baú de almoço que acompanhava tradicionalmente os trabalhadores ferroviários.

Este baú era um recipiente de uso pessoal, utilizado pelo maquinista ou fogueiro, e outros trabalhadores da via, para transporte do farnel, mantimentos e outros objetos de uso pessoal.

nersanpeddypaperempreescolas

A Nersant, no âmbito dos projetos “EmpCriança” e “Empreender Jovem”, organizou peddy papers pedagógicos que reuniram mais de 300 alunos das escolas do Médio Tejo.

Com o aproximar do final do ano letivo, esta foi a forma encontrada para finalizar estes programas de incentivo ao empreendedorismo na escola, em atividades os jovens participantes tiveram de atestar os conhecimentos adquiridos ao longo do ano para ter acesso ao seu diploma de participação.

No Médio Tejo, a atividade decorreu em Abrantes, junto ao Tecnólogo do Vale do Tejo, e em Santarém, nas imediações da Startup Santarém, na antiga Escola Prática de Cavalaria, para os alunos da Lezíria.

Participaram nas atividades, segundo uma nota de imprensa da Nersant, a Escola Básica de Mação, a Escola Básica Maria Lucília Moita, o Centro Escolar de Santa Margarida, o Centro Escolar da Meia Via, a Escola Básica 1 de Alcanena, as Escolas Básicas 1, 2 e 3 do Cartaxo e o Agrupamento de Escolas Marinhas do Sal, de Rio Maior.

Tanto o “EmpCriança” como o “Empreender Jovem” têm como “objetivo sensibilizar os alunos para a importância da atividade empresarial, tendo os alunos como missão ao longo de cada ano letivo, pensar uma ideia empresarial e construir um plano de negócios para a mesma”, acrescenta a mesma nota.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões