chamusca ensaiobambu

Educação

a13

O Governo prevê a atribuição, este ano letivo, de pelo menos 1.320 bolsas para alunos universitários carenciados estudarem no interior do continente e nas regiões da Madeira e dos Açores, ao abrigo do Programa +Superior.

A medida, disponível para alunos de vários estabelecimentos de ensino superior de todo o país, abrange também os estudantes carenciados dos institutos politécnicos de Santarém e Tomar.

As candidaturas para as bolsas, para 2016-2017, estão abertas apenas até 7 de dezembro, devendo a Direção-Geral do Ensino Superior decidir sobre a concessão, ou não, dos apoios financeiros aos alunos até 19 de janeiro.

De acordo com as novas regras do programa, este tipo de incentivo financeiro à mobilidade de estudantes universitários, no valor anual de 1.500 euros por aluno, passa a destinar-se exclusivamente aos estudantes do ensino superior público "oriundos de famílias economicamente carenciadas, sendo a seriação dos estudantes feita com base no rendimento 'per capita' do agregado familiar".

A maioria das bolsas a conceder, em 2016-2017, será canalizada para as regiões Centro (600), Alentejo (340) e Norte (320). Seguem-se Algarve (30), Açores (20) e Madeira (10).

coruchereflorestararvore

O Município de Coruche vai associar-se à semana europeia da prevenção de resíduos e à iniciativa “Reflorestar Portugal 2016”, dinamizando um conjunto de ações de sensibilização para a comunidade educativa no domínio da sustentabilidade dos recursos e na defesa e promoção das espécies autóctones.

Neste âmbito, nos próximos dias 28 e 29 de novembro, 74 alunos do pré-escolar e 189 alunos do 1.º ciclo vão participar em vários ateliers temáticos na Herdade dos Concelhos.

Reutilização de resíduos e proteção da floresta, uma demonstração da viatura de combate a incêndios e a prática de desportos de natureza como o rappel são algumas das atividades previstas.

A celebração do dia da floresta autóctone decorre por todo o país entre os dias 15 a 30 de novembro, um prazo que foi alargado dada a gravidade e dimensão dos incêndios florestais que assolaram o país.

santaremreflorestacao

O município de Santarém assinalou o “dia da floresta autóctone” com a plantação de 60 árvores no Vale do Choupal e em S. Bento, numa iniciativa de sensibilização ambiental que contou com a participação de 260 crianças da EB 1º Ciclo de S. Bento, EB 1º Ciclo e Jardim de Infância dos Combatentes e do Jardim de Infância do Choupal.

No total, foram plantados 20 carvalhos-português, cinco sobreiros, 11 azinheiras, quatro amieiros, oito lódão bastardo, seis freixos e seis pinheiros-manso.

A iniciativa “deu a conhecer à comunidade escolar a importância das espécies autóctones, enquanto árvores mais resilientes, que contribuem para a conservação da natureza e da biodiversidade, produção de oxigénio, fixação de gases com efeito de estufa (dióxido de carbono), proteção do solo e manutenção do regime hídrico”, explica uma nota de imprensa da Câmara de Santarém.

O “dia da floresta autóctone” tem como objetivo a promoção e a divulgação da importância da conservação das florestas nativas do território. 

Desert Challenge 2017