banner rederegional casaPiaavisan2018

centro-escolar-tramagal

O número insuficiente de assistentes operacionais e a falta de segurança e acompanhamento das crianças levou os pais dos 86 alunos do Centro Escolar de Tramagal, no concelho de Abrantes a encerrarem o estabelecimento de ensino a cadeado.

Citada pela agência Lusa, a presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação daquela escola, Sandra Sobral, explicou que "não terá sido a decisão mais fácil ou a pretendida pelos pais que gostariam que a mesma não tivesse sido necessária", mas afirmou que a decisão era inevitável face à ausência de respostas ao facto da escola ter apenas duas auxiliares, sendo que apenas uma está a trabalhar porque a outra está de baixa.

Sandra Sobral adiantou ainda que a situação se arrasta desde o início do ano, tendo mesmo os pais transferido uma funcionária do ATL, paga pelos pais, para o Centro Escolar, situação ainda assim claramente insuficiente. A piorar a situação, o concurso para colocação de assistentes operacionais foi cancelado pelo Ministério.

Chamada ao local, a GNR rebentou com os cadeados e abriu os portões cerca das 09h30, tendo os encarregados de educação recusado a entrada dos seus educandos no estabelecimento de ensino, defendendo junto de autarcas e professores presentes que se encontre uma solução para o problema.

Em declarações à Lusa, o diretor do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Fernandes, Alcino Hermínio, reconheceu que "existe um problema", tendo remetido informações sobre o processo para depois de uma reunião que vai ter com os pais das crianças ao final do dia de hoje.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves