chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

construcao civil

O concurso público para as obras de ampliação na escola primária e jardim de infância do Vale de Santarém ficou deserto, por falta de emnpresas interessadas, e terá de ser lançado uma terceira vez.

A informação foi dada esta segunda-feira, 9 de abril, pelo presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), em resposta a uma questão colocada pelo vereador socialista José Augusto na reunião do executivo municipal.

Segundo Ricardo Gonçalves, a falta de interessados em realizar obras municipais é um problema que se volta a colocar em todo o país, uma vez que o crescimento no setor da construção nos últimos meses e algum desajustamento nas tabelas indicativas de preços, leva a que as empresas optem por fazer outras obras.

O preço base do procedimento na escola do Vale de Santarém, que contempla a criação de mais salas de aula, centro de recursos, refeitório e adaptação de casas de banho, tinha um preço base a rondar os 218 mil euros, com um prazo de execução de 180 dias.

O presidente da Câmara diz que os técnicos da autarquia terão de rever o valor orçamentado em alta e prometeu lançar novo concurso assim que for possível. "Ninguém quer mais que as obras avancem do que nós", afirmou, em resposta a uma questão de Rui Barreiro (PS), que lembrou que esta é a segunda vez que a obra não avança.

Recorde-se que um primeiro concurso ganho pela empresa pela Tytec, em Maio de 2017, acabou por ficar sem efeito devido à desistência da empresa numa fase em que já não era possível adjudicar a obra à segunda classificada.

Mais avançada está a situação na Portela das Padeiras, cujo concurso teve uma empresa interessada que deverá iniciar as obras assim que estiverem concluídos todos os trâmites legais, devendo estar concluídas seis meses após o início da construção.

 

Amiais também vai avançar

Na reunião desta segunda-feira, Ricardo Gonçalves revelou ainda que o projecto para a requalificação da escola básica de Amiais de Baixo já está concluído e deverá ser lançado em breve.

O autarca revelou que o preço base das obras é de 160 euros.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis