chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

enfermeiros

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) considera urgente a contratação de mais cerca de 150 enfermeiros para o Centro Hospitalar do Médio (CHMT), nomeadamente para o hospital de Abrantes.

Em declarações à agência Lusa, Guadalupe Simões, dirigente nacional do SEP, diz que há um défice estrutural a nível nacional, sendo que, no caso do CHMT, que abarca as unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, "o hospital de Abrantes, por ser o que acolhe o Serviço de Urgência, sempre sobrelotado, é o que mais necessitado está".

"De imediato, a unidade de Abrantes precisaria de 25 enfermeiros (...) mais os necessários para substituição dos que estão a faltar e, até julho, mais 58 enfermeiros", contabilizou Guadalupe Simões, tendo defendido o alargamento do mapa de pessoal no CHMT.

Contactado pela Lusa, fonte oficial do CHMT confirmou a "necessidade de mais profissionais" de saúde, tendo referido, no entanto, que "150 enfermeiros em falta não é um número real" e que "os processos de contratação estão a seguir os seus trâmites normais".

A mesma fonte disse ainda que o CHMT tem "mais de 700 enfermeiros no quadro", e existir uma "taxa de absentismo elevada que obriga a uma gestão muito rigorosa, não havendo a registar rutura nos serviços".

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis