chamusca baguncadabanner tasquinhas2017

Educação

alcanenapaseioorquideas

“Orquídeas da Serra de Santo António” é o nome do passeio científico que o Centro Ciência Viva do Alviela, em Alcanena, e a Associação Cultural e Ambiental Cov’Altas vão realizar no próximo dia 1 de abril, entre as 9 e as 13 horas.

Conduzida por Óscar Pires, da Cov’Altas, esta caminhada pela Serra de Aire e Candeeiros tem por objetivo mostrar aos participantes algumas das orquídeas mais comuns do Maciço Calcário Estremenho.

No Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, existem 27 espécies diferentes de orquídeas selvagens, o que corresponde a cerca de 50% das orquídeas autóctones nacionais, que emergem em várias cores por entre os calcários da Serra de Santo António, sobretudo no início da Primavera.

A caminhada, que está limitada a um número máximo de 20 participantes, terá início às 9 horas, no Largo da Igreja da Serra de Santo António.

As inscrições, que custam 4 euros, podem ser feitas através do telefone 249 881 805 ou do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

chamuscacentroescolar

A Câmara Municipal da Chamusca assinou o contrato para a empreitada do novo centro escolar da vila, num investimento superior a 1,8 milhões de euros que deverá estar concluído antes do início do ano letivo de 2018 / 2019.

A nova escola terá um refeitório mais amplo e moderno, salas polivalentes e espaços desportivos, laboratórios e espaços de recreio, e anfiteatro, entre outros equipamentos.

O objetivo é, segundo o presidente da autarquia, Paulo Queimado, “oferecer melhores condições de ensino para as crianças do pré-escolar e do 1.° ciclo do ensino básico do Agrupamento de Escolas da Chamusca”

“Este investimento resulta da opção política de, nos fundos comunitários aprovados no segundo semestre de 2016, dar prioridade ao reforço da qualidade do nosso ensino básico, porque acreditamos que as nossas crianças são o nosso futuro”, salientou o autarca.

corucheEPCfuturalia

Os projetos “Prensa Esmagadora” e “Linha Transformadora de Milho” vão representar representarão o curso Técnico de Manutenção Industrial / Eletromecânica da Escola Profissional de Coruche (EPC) na “Futurália - Feira de Educação e Formação”, que decorrerá em Lisboa, entre os dias 29 de março e 1 de abril.

Estes são dois projetos inéditos que a turma finalista do curdo apresentou esta quinta-feira, 23 de março, no âmbito das suas provas de aptidão profissional, que decorreram no Laboratório de Eletromecânica da EPC.

Os alunos apresentaram os projetos desenvolvidos ao longo do triénio 2014 / 2017, nomeadamente a “Máquina multifunções”, “Charriot para Madeira”, “Linha Transformadora de Milho” e “Prensa Esmagadora”, sendo que este último foi desenvolvido numa parceria entre a escola e o Grupo ETSA, empresa que forneceu parte do material utilizado e acompanhou o seu desenvolvimento.

O mecanismo será entregue à empresa e permitirá compactar latas em fardos, permitindo assim a sua reciclagem, bem como a redução do espaço ocupado por estes resíduos.

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis