chamusca natalmicromineiro slide

Economia

aguas santarem

A empresa municipal Águas de Santarém (AS) vai manter o atual tarifário de abastecimento de água mas terá de fazer uma ligeira subida (4%) da tarifa de saneamento. A alteração responde a uma exigência da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos, que quer diminuir a subsidiação ao saneamento, e terá um impacto residual na fatura mensal.

De acordo com a administradora da AS, Teresa Ferreira, o aumento será de cerca de 1 cêntimo por metro cúbico, no primeiro escalão, o que praticamente não se notará em boa parte das faturas.

Em termos de investimento para 2019, a AS vai gastar cerca de 3,1 milhões de euros, a maioria (58%) para o sistema de abastecimento de água, em concreto para a substituição de mais de nove quilómetros de condutas, uma medida destinada a assegurar a qualidade da água e reduzir as perdas, que atualmente se situam nos 30%.

Lamentando a ausência de fundos comunitários para o setor, Teresa Ferreira salienta que o valor destinado a investimento resulta exclusivamente de meios libertados pela empresa, sem recurso a financiamento.

Entre as obras a realizar em 2019 estão a substituição de condutas, a melhoria dos sistemas de controlo de PH, a reabilitação de reservatórios e conclusão da substituição das condutas elevatórias na encosta de S. Bento e, ao nível do saneamento, melhorias na Estação de Tratamento de Águas Residuais e na estação elevatória na bacia de Santa Rita.

VIVER SANTARÉM MANTÉM APOIO DE 248 MIL EUROS

Na reunião de 31 de outubro, em que foram aprovadas as contas e o tarifário da Águas de Santarém, foi igualmente aprovado o contrato programa para a empresa municipal Viver Santarém, que mantém o valor de 248 mil euros de 218, um financiamento municipal de 11,5% do volume de negócios feito em troca do cumprimento de serviços públicos para a área do desenvolvimento desportivo e para os preços sociais praticados nos equipamentos geridos pela empresa.

A Viver Santarém, que tem por objeto social assegurar a prestação de serviço público no âmbito da atividade física e desportiva, do lazer e tempos livres e de outras atividades de animação do concelho, apresenta para 2019 um orçamento global de 2,1 milhões de euros, prevendo um resultado líquido positivo.

riomaiorreuniaocentronegocio

A Rede Peninsular Aberta de Inovação realizou dois encontros na região, um em Santarém e outro no Centro de Negócios e Inovação de Rio Maior, que é parceiro desta organização que visa promover a inovação e a transferência de conhecimento do mundo académico para a sociedade e empresas.

A reunião contou com representantes da Universidade de Málaga e do Parque Tecnológico de Andalucía, ambas em Espanha, da Universidade de Aveiro e do “Creative Science Park” de Aveiro, da Universidade do Algarve e do Polo Tecnológico de Lisboa – LISPOLIS, da Universidade de Évora e ainda do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia.

Para além dos assuntos abordados durante o encontro, foi ainda dinamizado, pela primeira vez, um encontro de estudantes das instituições de ensino superior envolvidas, que foram desafiados a desenvolver ideias inovadoras e projetos comuns desde uma perspetiva peninsular.

nersantagroclusterideias

O segundo concurso de ideias de negócio “AgriEmpreende”, promovido pelo Agrocluster e pelo InovCluster, recebeu um total de 14 candidaturas.

“Os resultados finais serão divulgados em novembro e os vencedores vão participar num programa de aceleração”, segundo uma nota de imprensa da Nersant, que explica que o “AgriEmpreende” é um “projeto inovador que potencia a geração de novas ideias de negócio, a criação de novos produtos e a concretização de novas empresas da fileira agroalimentar no Ribatejo e na região Centro”.

Este concurso de ideias de negócio atribui 5.000 euros ao vencedor, 3.000 euros ao segundo classificado e 1.000 euros ao terceiro, sendo que, para além do valor monetário, o prémio inclui pré-incubação física para desenvolvimento do projeto em sistema de co-working por um periodo de 3 meses na Startup Santarém ou no Cei - Centro de Empresas Inovadoras, e incubação física pós início de atividade em sistema de co-working reservado por um periodo de 6 meses na Startup Santarém ou no Cei - Centro de Empresas Inovadoras.

No total, os dois concursos de negócio já realizados receberam 39 candidaturas, estando o próximo previsto para janeiro de 2019.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves