app chamuscamicromineiro slide

Economia

riomaiorprotocoloalcobertas

A Câmara de Rio Maior, a Junta de Freguesia de Alcobertas e a Cooperativa Terra Chã assinaram um protocolo para a dinamização turística desta região do concelho.

Pretende-se “potenciar a visitação aos diversos sítios arqueológicos da freguesia de Alcobertas, como sejam o Dólmen, os Potes Mouros e o Forno Medieval, bem como promover e dinamizar o património natural local”, explica uma nota de imprensa da autarquia.

Segundo o mesmo documento, poderá mesmo vir a ser criado um centro interpretativo na gruta de Alcobertas para receber visitantes diariamente, uma vez que hoje só podem ser visitadas mediante marcação junto da Cooperativa Terra Chã.

A rede de caminhos e equipamentos disponíveis para os visitantes é um dos aspetos a desenvolver por via do turismo de aventura, de acordo com o que está previsto no protocolo.

Para já, “as entidades envolvidas comprometem-se a definir e dinamizar uma visão estratégica, integrada e sustentável para o desenvolvimento turístico da região de Alcobertas, estando prevista a criação de um grupo de trabalho para conceção, articulação e desenvolvimento de um projeto de intervenção, com abordagens setoriais, prosseguindo uma visão globalizante e integrada e valorizando as potencialidades existentes”.

feira agricultura1

A edição 2018 da Feira Nacional de Agricultura, que se vai realizar no CNEMA, em Santarém, de 2 a 10 de junho, vai dar ter como tema principal o olival e azeite, mas vai também dar uma grande atenção ao cavalo e revitalizar algumas das tradições da antiga Feira do Ribatejo, que se realizava no Campo Infante da Câmara, no planalto da cidade.

NA cerimónia de apresentação do evento, realizada na manhã desta segunda-feira, dia 14, o presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), Eduardo Oliveira e Sousa, destacou as provas equestres que este ano se vão realizar numa zona nobre, com um recinto próprio, com características em tudo semelhantes a um recinto olímpico, com piso específico, com todas as condições para os eventos que vão acontecer.

O novo espaço situa-se na zona do relvado em frente às bancadas, de onde saiu o palco principal dos concertos, que este ano vai ficar do lado nascente das bancadas, onde antigamente se situavam as tasquinhas.

Com a presença do Presidente da República no dia da inauguração e também no dia 8, onde estará presente no encerramento do Congresso Mundial do Azeite, uma das muitas organizações ligadas à agricultura e agro-indústria que decorrerão durante o evento.

O olival e o azeite estarão em destaque logo à entrada do CNEMA, onde está já a ser montado um olival, mas também no Salão Prazer de Provar, que este ano terá um espaço dedicado ao azeite e uma área expositiva destinada ao setor, bem como ações de cozinha ao vivo, com chefes a demonstrarem como usam este tempero de qualidade superior.

 

Mais sombras e várias ofertas gastronómicas

Dando continuidade ao que vem vindo a ser feito há alguns anos a esta parte, o CNEMA aumentou este ano a área coberta e refrigerada, de modo a melhorar o bem estar e a comodidade dos visitantes.

As ruas irão contar com mais “zonas de sombreamento” e a Nave C e a área de restauração exterior vão contar com sistemas de arrefecimento que permitirão a empresas e clientes um maior conforto térmico.

Ao longo dos 9 dias, os visitantes poderão ainda saborear as melhores carnes nacionais nos diversos restaurantes de carnes de raças autóctones e nas tasquinhas regionais promovidas por associações e coletividades do concelho de Santarém.

 

Animação e transportes gratuitos até de madrugada

Durante a Feira, vão realizar-se vários concertos. No dia de abertura, 2 de junho (sábado), actuam os “Xutos e Pontapés”, no dia 7 de junho (quinta-feira), é a vez dos “HMB”, enquanto que a 8 de Junho (sexta-feira) as atenções viram-se para “Kura” e “David Antunes & The Midnight Band”. No dia 9 de junho (sábado) realce para o concerto de Matias Damásio.

Os visitantes poderão usufruir de espaços dedicados a iniciativas da região como largadas de toiros, desfiles e provas de campinos, atividades equestres, demonstrações de escolas de toureio, treino de forcados, provas de velocidade, perícia e condução de cabrestos, exibições de folclore e música tradicional e popular.

Na edição deste ano, a Feira Nacional de Agricultura e a CP estabeleceram para este evento uma parceria que permitirá aos visitantes do certame viajar de comboio com bilhetes mais baratos. A CP proporcionará aos visitantes da Feira 30% de desconto, em viagens de ida e volta, em qualquer classe, entre os dias 1 e 11 de junho de 2017, nos comboios Intercidades, Regionais e Inter-regionais.

A Feira Nacional de Agricultura, em colaboração com a Rodoviária do Tejo, irá colocar ao serviço dos visitantes do evento um serviço de autocarro gratuito para que os visitantes possam deslocar-se com mais facilidade no percurso entre a Estação da CP e o CNEMA (e vice-versa). O serviço funcionará até às 3h00 e haverá várias paragens ao longo do percurso.

A Rodoviária do Tejo irá também promover serviços especiais com redução de tarifas e ingresso na FNA vendido a bordo como a Carreira Rápida “Lisboa-Azambuja-Cartaxo-Santarém (CNEMA) e regresso. Haverá também Carreiras Especiais “FNA-Golegã (Golegã-Chamusca-Vale de Cavalos – Alpiarça-Almeirim-Santarém CNEMA).

 

Bilhetes a 7 euros mas há descontos e um dia à borla

As entradas custam 7,00 € (permite uma única entrada), mas a organização disponibiliza cadernetas de 10 bilhetes por 50,00 € (cada bilhete - 5€ - permite uma única entrada) e livres-trânsito a 20,00 € (permite visitar a feira a qualquer hora e várias vezes por dia). O dia 4 de junho terá entrada gratuita. As crianças até aos 11 anos (inclusive) não pagam.

fna apresenta

vinhos prova

O CNEMA, em Santarém, recebe a partir desta segunda-feira, 14 de maio, mais uma edição do Concurso Vinhos de Portugal, uma iniciativa da ViniPortugal que vai apreciar 1.307 vinhos, de 372 produtores, que serão avaliados em prova cega por um júri composto por especialistas de vinhos portugueses e estrangeiros, entre enólogos, jornalistas e ‘sommeliers’.

O objetivo da ViniPortugal, uma associação interprofissional que aposta na promoção internacional dos vinhos portugueses, é divulgar a marca ‘Vinhos de Portugal/Wines of Portugal’ e afirmar Portugal como um país produtor de vinho de qualidade junto de especialistas e influenciadores internacionais.

O concurso inclui ações dirigidas aos jurados internacionais, como a realização de ‘master-classes’ para dar a conhecer a diversidade e especificidade dos vinhos nacionais, jantares vínicos e visitas a produtores, para apresentar alguns projetos de sucesso na produção de vinhos de excelência em diferentes regiões do país.

Após esta primeira fase de escolhas, em Santarém, o concurso prossegue em Lisboa, com o Grande Júri, que integra quatro especialistas de renome internacional, a reunir-se no Instituto da Vinha e do Vinho na quinta e sexta-feira, para atribuir as medalhas Grande Ouro e os Melhores do Ano. Os prémios serão entregues na sexta-feira à noite, numa gala a decorrer no Convento do Beato, Lisboa.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis