chamusca apptagus

Economia

incubar+leziria2017

O programa Incubar+Lezíria, dinamizado pela Associação Empresarial de Santarém (NERSANT), em parceria com o Agrocluster Ribatejo, a Desmor e o Instituto Politécnico de Santarém, apoiou 312 empreendedores no processo de transformação da ideia em negócio e ajudou a criar 52 empresas.

Os números foram revelados no dia 13 de julho, no Centro de Negócios e Inovação de Rio Maior, na cerimónia de encerramento do programa, cujo objetivo era promoção do empreendedorismo qualificado e criativo, bem como o apoio aos empreendedores na criação e consolidação de novas empresas nesta região.

A cerimónia serviu ainda para atribuir os prémios aos três projetos vencedores do 3.º concurso de ideias de negócio, sendo eles o GM2E, do empreendedor Luís Inácio, o Agrsmart, do empreendedor Ricardo Aleixo e ainda o projeto Arikson, de Patrick Pedreiro.

cartaxoDFJvinhosBerlim

A DFJ Vinhos recebeu o troféu “Best Producer Still Wine Portugal” no “Berliner Wein Trophy”, que se realizou em Berlim, na Alemanha, naquele que é um dos mais respeitados concursos de vinho do mundo, sobretudo para as empresas que apostam na exportação.

Além de ter sido eleito o melhor produtor de vinho em Portugal, a DFJ recebeu ainda neste concurso uma medalha de duplo ouro, cinco ouros e duas pratas com os seus vinhos.

“Estes prémios são um reconhecimento do trabalho que temos feito e muito expressivos do empenho e exigência que temos na produção dos nossos vinhos”, salientou José Neiva Correia, o enólogo-chefe e administrador da DFJ Vinhos.

A “medalha de duplo ouro” foi entregue ao “Paxis DOC Douro 2013”, ao passo que o “Escada Reserva 2013 - DOC Douro”, “Patamar Reserva 2013 - DOC Douro”, “Bigode red 2015 - Vinho Regional Lisboa”, “Vega 2013 - DOC Douro” e “DFJ Touriga Nacional & Touriga Franca 2014 - Vinho Regional Lisboa” receberam as medalhas de ouro.

As medalhas de prata foram atribuídas ao “Paxis Pinot Noir 2013 - Vinho Regional Lisboa” e “Grand'Arte Alvarinho 2016 - Vinho Regional Lisboa”.

Só este ano, a empresa com sede na Quinta da Fonte Bela, no Cartaxo, acumula 219 prémios.

nersantcreditoagricolaprotocolo

O Grupo Crédito Agrícola e a Nersant assinaram esta quarta-feira, 12 de julho, um acordo que vai permitir às empresas ribatejanas ter acesso a condições preferenciais de produtos e serviços bancários.

“O protocolo, já em vigor, tem ainda à disposição cinco linhas de crédito, que representam no total 64 milhões de euros” para as empresas associadas da Nersant, segundo uma nota de imprensa da associação.

No que se refere às linhas de crédito em concreto, elas servirão para apoiar processos de empreendedorismo e criação de novas empresas, para apoio à tesouraria das empresas, para apoiar investimentos em eficiência energética, para a reindustrialização e, por fim, para apoio social.

“Esta parceria ganha especial relevância numa altura em que a capitalização e financiamento às empresas é fundamental. Congratulamo-nos com o mesmo e esperamos que as nossas empresas associadas possam vir a fazer uso deste novo instrumento que cuidadosamente preparámos”, referiu Maria Salomé Rafael, presidente da direção da Nersant, acrescentando que “é este o papel de uma associação empresarial: promover o desenvolvimento do Ribatejo, apoiando a atividade empresarial e dinamizando projetos de melhoria da envolvente empresarial regional”.

Ainda segundo a Nersant, “quer sejam empresários em nome individual ou pessoas coletivas de qualquer setor de atividade, o protocolo poderá beneficiar mais de 2500 empresas”.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões