chamusca appcoruche sabores-tasquinhas

Economia

O projeto Empreender +, dinamizado pela Associação Empresarial da Região de Santarém (NERSANT), tem novos apoios monetários para ideias empresariais a implementar na região do Médio Tejo.

As candidaturas estão já abertas e destinam-se a jovens empreendedores qualificados detentores de projetos qualificados e criativos, oriundos do meio académico, no sentido de virem a criar novas iniciativas empresariais naquela região.

As ideias a concurso deverão respeitar as prioridades da RIS3 do Centro, que aponta como prioridades a constituição de empresas nas áreas temáticas referentes a soluções industriais sustentáveis, valorização e uso eficiente dos recursos endógenos naturais, tecnologias ao serviço da qualidade de vida e inovação territorial.

As bolsas serão atribuídas por um período de quatro meses, com um valor mensal de 700 euros se o promotor (ou líder do projeto) for licenciado, 950 euros se o promotor (ou líder do projeto) for mestre ou 1.200 euros se o promotor (ou líder do projeto) for doutor.

Para além da bolsa, os empreendedores selecionados terão também acesso a espaço de incubação em regime de coworking num dos espaços de incubação da NERSANT, e à participação num programa de aceleração, entre outros benefícios.

santaremtabernabalcaogarfoprata

A Taberna Ó Balcão, em Santarém, recebeu o troféu “Garfo de Prata”, uma distinção atribuída pelo guia “Boa Cama Boa Mesa 2018”, do Jornal Expresso.

Rodrigo Castelo, o proprietário do restaurante scalabitano, recebeu o galardão das mãos de Francisco Pinto Balsemão, chairman do Grupo Impresa, numa cerimónia de entrega de prémios presidida pelo Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral.

“Esta distinção reconhece todo o esforço e dedicação de uma equipa em colocar o Balcão, o Ribatejo e a sua capital Santarém no mapa gastronómico nacional e internacional”, salientou Rodrigo Castelo, que assim vê o seu restaurante tornar-se o primeiro da cidade a receber este reconhecimento.

A Taberna O Balcão “é um projeto de valorização do património cultural e gastronómico do Ribatejo, dando especial destaque à produção regional, ampliando ao máximo a mensagem de uma região rica e forte em produtos, sabores e tradições”, acrescentou ainda o chefe de cozinha.

aldeamento alviela

A Câmara Municipal de Santarém aprovou esta segunda-feira, 26 de março, um pedido de informação prévia da empresa Sky Dreams - Investments, Lda para a construção de um aldeamento turístico na zona da Quinta da Boavista, na União das Freguesias de São Vicente do Paul e Vale de Figueira.

Segundo o projecto apresentado pela empresa promotora, "o aldeamento turístico centra-se numa oferta de alojamento num espaço natural ligada a um conjunto de atividades, nomeadamente futebol (será construído um campo de futebol de 7), ténis, canoagem e trekking a desenvolver em trilhos existentes".

São propostos 4 núcleos distintos, totalizando 80 unidades de alojamento, distribuídos pelo território e ligados entre si por percursos naturais e edificados, integrando 6 suites, 40 unidades duplas e 34 unidades isoladas.

A área bruta de construção será de 2.800 metros quadrados, sendo 2.100 destinados a alojamento. O edifício principal, com uma superfície de 700 metros quadradose situado junto ao campo de futebol, albergará os serviços de receção, técnico e administrativo para além de todos os serviços de apoio ao aldeamento, nomeadamente ginásio, salas de refeições, cozinhas, lavandaria e áreas de armazenamento.

Também é pretendida a construção de uma unidade de habitação com uma área de construção de 350 metros quadradospara apoio logístico ao aldeamento.

O terreno onde a Sky Dreams, investments, Lda, empresa a que está ligado José Gandarez, advogado e empresário ligado ao PSD e à União Desportiva de Santarém, tem uma área total de 249.059,29 metros quadrados, e situa-se junto à foz do rio Alviela, com uma excelente visão panorâmica sobre a lezíria e sobre Santarém.

A decisão da autarquia foi aprovada por unanimidade.

Cerimónia de Apresentação Santarém Cup 2018