chamusca natalmicromineiro slide

Categoria: Economia

startup str-2anos

Em apenas 2 anos, a Startup Santarém, uma parceria entre a Câmara Municipal e a Associação Empresarial da Região de Santarém (NERSANT) para ajudar empresas nos seus primeiros tempos de vida, conseguiu esgotar a sua capacidade, acolhendo atualmente 43 empresas.

Este sucesso levou já à apresentação de uma candidatura, liderada pelo município, ao programa Alentejo 2020, para a realização de obras no espaço contíguo às atuais instalações, do lado esquerdo da porta principal da antiga Escola Prática de Cavalaria, já protocolado, que permitirá o alargamento desta infraestrutura de acolhimento e incubação de empresas.

A informação foi avançada pelo presidente da Comissão Executiva da NERSANT, António Campos, no arranque do Dia Aberto do Núcleo NERSANT de Santarém, que se realizou no dia 14 deste mês, e que incluiu uma série de iniciativas em que participaram cerca de 8 dezenas de empresas.

O primeiro seminário teve como tema os incentivos fiscais às empresas e acontece, pela voz de José Farinha, da Ordem dos Contabilistas Certificados. Diogo Santos, da empresa Tera Studio e formador da NERSANT nas áreas do Marketing Digital, interveio logo de seguida, numa sessão sobre a importância deste tema para as PME.

Após o almoço, as sessões prosseguiram com a apresentação, por parte da NERSANT, de algumas questões práticas após a implementação do Regime Geral da Proteção de Dados, seguindo-se a apresentação do estudo de Novas Profissões, na voz de Jorge Gaspar, elaborado pela NERSANT e pelo IP Santarém ao abrigo do projeto financiado pelo Programa Operacional Regional - Alentejo 2020, Get Innovation - A Caminho da Indústria 4.0..

Logo de seguida, pela Factis, empresa também sediada na Startup Santarém, realizou-se um workshop sobre a importância da segurança informática nas empresas, tendo o Dia Aberto do Núcleo NERSANT de Santarém encerrado com uma apresentação, por parte da associação, dos incentivos e financiamentos disponíveis atualmente para alavancar a competitividade das empresas, tais como o Projeto Vales, o Plano de Formação Financiada 2018/2019, o Capitalizar+, o Si2E, PPEC e os apoios à internacionalização.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves