chamusca appcoruche ficor

Categoria: Economia

Os 11 concelhos da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo já viram aprovados, até 6 de fevereiro deste ano, projectos com um valor global de cerca de 24 milhões de euros de fundos comunitários (Fundo de Coesão), atribuídos no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

Santarém (6,3 milhões) e Chamusca (5,9 milhões) são os concelhos que até ao momento mais beneficiaram dos apoios comunitários, seguindo-se Cartaxo com 3,8 milhões, Benavente com 2,3 milhões, Almeirim (1,9 milhões), Golegã (1,3 milhões), Salvaterra de Magos (1 milhão), Rio Maior (388 mil), Azambuja (307 mil), Alpiarça (243 mil) e Coruche (200 mil).

Os projetos aprovados pelo POSEUR abrangem nove áreas de intervenção deste programa, que incluem investimentos na produção de energia através de fontes renováveis (biomassa)e a melhoria da eficiência energética, bem como investimentos para reforço e melhoria da qualidade dos sistemas ambientais, designadamente nas infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais e de valorização de resíduos urbanos. Estas áreas contaram com mais de metade do total do financiamento aprovado: 13,1 milhões de euros.

Seguiu-se o domínio da prevenção e gestão de riscos, com investimentos em meios de emergência e ações estruturais para evitar acidentes graves e catástrofes, com 4,4 milhões de euros, bem como intervenções para prevenção e gestão de riscos de cheias e inundações, com um total de 3,9 milhões de euros.

O restante montante foi atribuído a investimentos que visam reforçar a adaptação às alterações climáticas, a redução de incêndios florestais, o apoio a instrumentos de planeamento, monitorização e comunicação e ações inovadoras para a prevenção e gestão de riscos.

Saiba mais AQUI.

Inauguração Sabores do Toiro Bravo, em Coruche - fotos João Dinis