banner jogos veraomicromineiro slide

Categoria: Economia

aguasribatejoworldbank

O Banco Mundial reconheceu a Águas do Ribatejo como um caso de sucesso na agregação de sistemas de abastecimento de água e saneamento, numa investigação que recolheu 14 exemplos de sete países, em quatro continentes.

A empresa intermunicipal foi uma das duas entidades gestoras portuguesas apontadas como exemplo a seguir neste “case study” do “World Bank”, uma entidade com 189 membros de 170 países.

Um vídeo realizado pelo Banco Mundial mostra os principais indicadores de sucesso da empresa, com entrevistas ao ex-presidente da Câmara de Benavente, António José Ganhão, um dos fundadores da empresa, Francisco Oliveira, atual presidente da AR e Jaime Melo Baptista, ex-presidente da Entidade Reguladora (ERSAR), entre outros.

Francisco Oliveira, Presidente da AR, congratula-se com a escolha do Banco Mundial e partilha o sucesso com todos os que deram vida à empresa criada há 10 anos num cenário “muito complicado”.

O autarca fala num “ato de coragem, determinação, visão estratégica e enorme solidariedade” e recorda que para atingir este patamar foram fundamentais as parcerias que a AR estabeleceu com as várias entidades.

“É um reconhecimento do que foi feito nesta região. Estamos muito orgulhosos mas ao mesmo tempo conscientes da responsabilidade que temos para manter e, se possível melhorar, os níveis de qualidade dos serviços que prestamos a 150 mil pessoas”, refere Francisco Oliveira.

O vídeo do Banco Mundial foi apresentado no Seminário comemorativo dos 10 Anos da AR no dia 13 de dezembro.

O vídeo e o resumo genérico do estudo pode ser visto em http://www.worldbank.org/en/topic/water/publication/water-aggregation-toolkit

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis