banner chamusca meninabambu

Economia

tomarcompanhiaprado

Os trabalhadores de duas das mais importantes indústrias transformadoras do distrito, a Fundição do Rossio de Abrantes (FRASAM) e a Companhia de Papel do Prado, em Tomar, vão entrar “em luta pela defesa dos seus vencimentos e dos seus postos de trabalho”.

A informação consta de um comunicado da União de Sindicatos de Santarém (USS), que adianta que os funcionários da Frasam iniciam uma greve de 24 horas esta sexta-feira, 20 de Janeiro.

A greve, que irá repetir-se nos dias 23, 27 e 30 de Janeiro e no dia 3 de Fevereiro, “surge como forma de luta pela exigência do pagamento dos subsídios de férias e de Natal em atraso”.

Já os trabalhadores da Prado, em Tomar, que tem atravessado um Lay-off, vão avançar com um pré- aviso de greve para o próximo dia 1 de Fevereiro.

“Recentemente a empresa tem contactado alguns trabalhadores no sentido de rescindirem contrato sem que sejam cumpridas todas as obrigações da empresa com os trabalhadores”, explica o comunicado da USS, que considera esta situação “imoral” e “aconselha os trabalhadores a não aceitar, pois não devem ser s trabalhadores a serem responsabilizados e penalizados laboral e financeiramente pelos problemas que a empresa atravessa”.

exportacoes lezia medio

Os concelhos da Chamusca (29,15%), Abrantes (20,93%) e Rio Maior (15,42%) foram os que mais cresceram no volume de exportações durante o ano de 2015, em que a região exportou um total de 1,413 milhões de euros, enquanto que em 2014, as mesmas totalizaram 1,334 milhões.

Os dados são de um estudo da Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant), que analisou o crescimento das exportações entre 2014 e 2015, tendo concluído que o distrito de Santarém registou um crescimento nas exportações de bens na ordem dos 5,92%.

Em 2015

"Quando se analisa as NUT´s III, o Médio do Tejo obteve um desempenho muito melhor (+8,67%) que a Lezíria do Tejo (+ 2,65%). No Médio Tejo, Abrantes (+20,93%), Constância (+9,44%), Ferreira do Zêzere (+ 9,34%) e Tomar (+9,15%), destacaram-se claramente no aumento das exportações de bens. Já na Lezíria do Tejo, a liderança foi da Chamusca (29,15%), seguindo-se Rio Maior (15,42%), Benavente (6,19%) e Santarém (6,15%)", refere a associação em comunicado.

Em termos absolutos, os concelhos que mais cresceram foram Abrantes (42,16 milhões), Rio Maior (15,221 milhões), Constância (13,47 milhões), Benavente (12,212 milhões), Santarém (9,034 milhões) e Torres Novas (7,36 milhões).

Em sentido contrário, os concelhos com maior decrescimento absoluto foram Coruche (- 10,408 milhões), Salvaterra de Magos (- 5,728 milhões), Cartaxo (- 4,266 milhões), Vila Nova da Barquinha (- 1,491 milhões), Ourém (- 0,985 milhões) e Entroncamento (- 0,908 milhões).

exportacoes

Fonte: Nersant

nersant startups

Depois do primeiro programa de aceleração de ideias de negócio realizado pela Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) na Startup Santarém, em outubro e novembro de 2016, a associação vai lançar um segundo programa, desta vez em Torres Novas, de 9 de fevereiro a 7 de abril.

O programa consiste num plano de trabalho condensado no tempo que, em apenas 8 semanas (2 dias por semana), através de ferramentas, workshops, networking, mentoria e consultoria especializada e dedicada, procura apoiar os empreendedores na aceleração do processo de passagem da ideia ao negócio e no encontro de financiamento, visando uma mais rápida preparação, operacionalização e entrada no mercado.

O programa decorrerá todas as quintas e sextas-feiras, prevê a realização de 4 visitas a empresas e a centros tecnológicos onde a inovação faz parte do dia-a-dia, e termina com a apresentação de projetos a potenciais financiadores onde se incluem a banca, business angels e fundos de capital de risco.

A participação é gratuita, estando o número de vagas limitado. As inscrições são realizadas em http://sitiodoempreendedor.nersant.pt/.

Desert Challenge 2017