chamusca appTecfresh17

Desporto

riomaiorpolo

A seleção portuguesa de polo aquático terminou a sua participação na segunda ronda de qualificação para o Europeu de 2018 em segundo lugar do grupo, com duas vitórias e uma derrota.

Portugal bateu categoricamente a Lituânia por 16 – 7 no terceiro encontro, disputado este domingo, 8 de outubro, no complexo de piscinas de Rio Maior, depois de uma derrota com a Ucrânia no dia anterior e de vitória frente à República Checa, na sexta-feira.

A precisar de vencer, Portugal teve em Pedro Sousa o seu jogador mais inspirado, ao assinar seis golos; os restantes foram marcados por Rui Moreira, que marcou três golos, Miguel Rodrigues e Salvador Lopes, com dois remates certeiros cada um, e Ricardo Teixeira, Nuno Alexandre e Maxim Secrieru.

Uma vez que esta fase de grupos servia para determinar os lugares de disputa dos “play-offs”, em que as seleções mais bem classificadas jogariam contra adversários teoricamente mais acessíveis, a seleção das quinas deverá defrontar a Eslováquia ou a Geórgia, que ficaram respetivamente em 13º e 14º no europeu de Belgrado.

cartaxopiscinas

As piscinas municipais cobertas do Cartaxo foram encerradas ao público esta sexta-feira, 6 de outubro, por não estarem “assegurados os parâmetros de qualidade que garantissem a saúde e a segurança dos utilizadores”, segundo um aviso emitido pela Câmara Municipal.

No aviso, a autarquia explica que “no decurso de trabalhos de manutenção do equipamento de filtragem de água, ocorreu uma falha que obrigou à supressão do funcionamento” das piscinas.

“Os serviços municipais iniciaram de imediato todo o processo necessário à reposição do normal funcionamento do sistema de filtragem, de modo a que o equipamento volte a estar disponível o mais rapidamente possível”, adianta o mesmo documento, que é omisso em relação à data para a abertura das piscinas.

A Associação Desportiva de Mação acusa o treinador do Ouriense, Mário Nélson, de agredir à cabeçada o futebolista Bruno Lemos, da equipa maçaense, antes do jogo realizado entre as duas equipas esta quinta-feira, 5 de outubro, a contar para a Taça do Ribatejo.

Em comunicado na página oficial no Facebook, os responsáveis do Mação relatam que “Bruno Lemos foi agredido à cabeçada pelo treinador do Ouriense Mario Nelson sem que nada o fizesse prevê,r quando se dirigia ao balneário após o aquecimento inicial para o jogo”.

A direção do Mação considera que “esta lamentável atuação por parte do treinador do CA Ouriense Mario Nelson, é uma falta de respeito” para com o Mação, os seus jogadores, “mas principalmente para com o clube que representa, para com a sua direcção e para com os seus jogadores”.

“O futebol não é isto, o desporto não é isto, atitudes como esta só levam a pensar se vale a pena andar no desporto! O que aconteceu hoje foi uma autêntica vergonha”, concluem.

Em declarações à agência Lusa, o presidente do Ouriense, José Luís Ferreira, disse "lamentar a situação, que se passou dentro das instalações do clube", assegurando "não saber o que motivou" e garantindo que assim que foi informado pelos responsáveis do Mação pediu desculpa imediatamente.

A direção do clube de Ourém vai "analisar a situação e ouvir o treinador na próxima semana, em reunião de direção, e agir em conformidade".

 

Mário Nélson nega qualquer agressão

Em declarações ao jornal desportivo Record, Mário Nélson negou qualquer agressão e acusou os adversários de mentirem.

"Estou de boca aberta. O jogo decorreu de forma completamente natural. Mação ganhou e ganhou bem. No final do jogo esteve toda a gente no bar. Estivemos ali todos e não se passou nada. Eu estranho este tipo de atitudes mas quando jogo com o Mação é sempre assim. O que posso dizer é que é completamente falso. Aliás, não está no relatório do árbitro nem em lado nenhum. Nem sei o que eles querem com isto", explicou Mário Nélson ao Record.

Refira-se que o jogo terminou com a vitória da equipa de Mação,por 4-1.

Futebol: Jogo Coruchense x Mondenense | Fotos: João Dinis