app chamuscamicromineiro slide

Desporto

 jardim liberdade cafetaria

O Sport Lisboa e Benfica está a estudar a construção de uma "megastore" em Santarém. O espaço, que além da loja propriamente dita terá ainda uma área de restauração e um pequeno campo de futebol, está previsto para o Jardim da Liberdade, em frente ao antigo tribunal, na zona onde estão atualmente a cafetaria, o bar e o restaurante, encerrados há vários anos.

Ao que a Rede Regional apurou, o projeto prevê um investimento a rondar os 300 mil euros e será o primeiro no país com esta dimensão, inserindo-se numa nova estratégia comercial do clube encarnado.

Apesar de ainda não haver confirmação oficial do projeto, a Rede Regional sabe, de fonte segura, que representes do clube já estiveram reunidos com responsáveis da Câmara de Santarém, numa apresentação do projecto que terá sido bem acolhida pela autarquia.

O projeto envolverá ainda a passagem da Casa do Benfica de Santarém (CBS), a filial número 4 do Sport Lisboa e Benfica, para o mesmo local, cuja parte superior terá uns arcos a "imitar" o Estádio da Luz, sede do clube encarnado.

A Rede Regional contactou o presidente da CBS, Álvaro Gaivoto, que, não desmentindo nem confirmando o projeto, avançou que neste momento "não se pode pronunciar" sobre o assunto.

Também o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, que há cerca de um mês, numa reunião do executivo camarário, anunciou que havia "uma grande marca nacional" interessada nos espaços do Jardim da Liberdade", se recusou a confirmar se o Benfica é a entidade em causa.

Na mesma reunião, em resposta a uma pergunta da vereadora Virgínia Esteves (PS), que quis saber se havia algum projecto previsto para aqueles espaços, o presidente da autarquia explicou que o promotor tinha solicitado sigilo, mas garantiu que se o mesmo avançasse com o projeto, o assunto seria discutido em reunião de câmara.

A Rede Regional tentou também obter uma reação do Sport Lisboa e Benfica sobre este assunto mas, apesar dos vários contactos, não obtivemos qualquer resposta.

abrantesAQUApaperfranciscalaia

A canoísta Francisca Laia vai ser a madrinha do AQUApaper de Abrantes, que se vai realizar no dia 23 de Junho, na praia fluvial de Aldeia de Mato.

Acompanhada pelo pai, o canoísta veterano João Laia, a atleta olímpica do Sporting Clube de Portugal vai dar uma pequena explicação das formas mais corretas de remar e vai entrar na água para dar o tiro de partida desta prova em canoa pela Albufeira de Castelo do Bode.

Sob o mote “divertir sem poluir”, os participantes neste AQUApaper são desafiados a percorrer a albufeira em canoa sob a orientação de um mapa, seguindo pistas, respondendo a perguntas e realizando jogos de habilidade.

Este evento lúdico, que articula a metodologia da orientação e dos “rally paper’s”, é organizado pela Associação para ao Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior (TAGUS) em parceria com a Associação Cultural “Os Amigos de Martinchel” (ACLAMA).

Apesar de não ter um caráter competitivo, esta aventura, que tem um custo de 20 euros por participante, termina com a entrega de prémios, cuja base são produtos do Ribatejo Interior.

jac alcanena

A equipa do Juventude Amizade e Convívio (JAC) de Alcanena conquistou, este domingo, 10 de junho, o título nacional de juniores femininos de andebol de 2017/ 2018.

Depois de um jogo discutido até ao apito final, com o Pavilhão da Escola Secundária de Alcanena lotado, o JAC venceu o Maiastars, por um escasso 26-25, triunfo que lhe valeu a vitória na fase final da competição, que decorreu em Alcanena, nos dias 8, 9 e 10 de Junho.

O JAC-Alcanena venceu a prova com 8 pontos - com vitórias sobre CS Madeira e Maiastars e um empate com Alavarium Love Tiles. O Maiastars ficou em segundo lugar, com 7 pontos, seguido do Alavarium Love Tiles, com 6 pontos e, finalmente, o CS Madeira, no quarto lugar, com 3 pontos. 

 

ADC Benavente vice campeão em masculinos

No setor masculino, os juniores da Associação Desportiva e Cultural (ADC) de Benavente ficaram em segundo lugar no nacional da segunda divisão. A jogar em casa, a equipa ribatejana precisava de vencer o Alavarium (Aveiro) por mais de 5 golos (tinha perdido 33-28 na primeira mão), mas acabou por perder, desta vez por 29-20, falhando o objetivo de conquistar o título.

No entanto, refira-se, a formação benaventense já tinha assegurado a subida ao Campeonato Nacional da 1ª Divisão.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis