app chamuscabanner festas coruche

Desporto

joao reis hcs

João Reis, atleta do Hóquei Clube de Santarém (HCS) conquistou o título nacional de cadetes de patinagem artística (livre), que decorreu em Faro, entre os dias 21 e 29 de julho.

Apesar de um início de época complicado devido ao atraso das obras no pavilhão municipal de Santarém e a impossibilidade de treinar nas devidas condições, recaíam algumas expectativas de um lugar no pódio e João Reis não as defraudou, conseguindo excelentes prestações quer no programa curto, quer no programa longo.

Além de João Reis, o HCS participou com mais dois atletas nas categorias de infantis, e juvenis.

Salvador Amorim (infantis), que participou pela primeira vez, foi o primeiro atleta em competição. Esteve à altura do desafio, realizando um boa prova, confirmando as expectativas, tendo-se classificado em 8° lugar.

Margarida Reis (juvenis), participando num escalão difícil e com uma forte concorrência e depois de uma grande prova no programa curto, confirmou as expectativas no programa longo, tendo-se classificado em 8°lugar.

O Campeonato Nacional de Patinagem Artística contou com os melhores atletas nacionais, oriundos de clubes de todo o país.

canoagem

A Câmara da Chamusca organiza no dia 4 de agosto, sábado, das 9h30 às 18h00, uma descida do rio Tejo entre o Pinheiro Grande e a Chamusca.

A iniciativa, cuja concentração está marcada para as 9h30, no chamado Porto das Mulheres, na Chamusca, inclui várias atividades desportivas e lúdicas, num cenário descontraído e informal. Insufláveis, bolas zorb, canoas, campos improvisados para jogar badminton e futebol, etc. são recursos que contribuirão para um dia bem passado, em família, entre amigos.

O percurso da descida de canoa tem início no Pinheiro Grande [areal], às 10h30, e termina no Porto das Mulheres, na Chamusca.

O evento não carece de inscrições, sendo aberto a toda a população, exceção no que diz respeito à descida no Tejo, em canoa, em que os interessados devem inscrever-se através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do telefone n.º 249 769 100.

A organização sugere alguns cuidados a ter, levando em conta o sol e o calor, nomeadamente o uso de protetor solar, chapéu, roupa fresca e calçado apropriado para se molhar.

Os sócios do Sport Lisboa e Cartaxo ratificaram esta terça-feira, 24 de julho, as decisões proferidas em assembleias gerais anteriores, em que foi deliberada a constituição de uma Sociedade Anónima Desportiva (SAD) para gerir o futebol sénior e júnior do clube.

Apesar de algumas alterações aos pressupostos iniciais das reuniões de 30 de agosto de 2017 e 9 de abril de 2018, que aprovaram a constituição da SAD, os sócios aprovaram a condução do processo de registo notarial com um mandato dado à atual Comissão Administrativa, que ficou igualmente mandatada para discutir o futuro Pacto Social da SAD.

Em declarações à Rede Regional, o presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Cartaxo, Vasco Cunha, relevou que o registo da SAD fez-se esta quinta-feira, dia 26, num notário do Cartaxo, com o empresário guineense Faustino Gomes a assumir 80% do capital da SAD, ficando o clube com os restantes 20%.

Na assembleia geral desta terça-feira foi ainda marcada para 7 de setembro a realização de uma nova reunião magna de associados para eleger novos órgãos sociais do Sport Lisboa e Cartaxo.

Recorde-se que os destinos do Sport Lisboa e Cartaxo estão entregues a comissões administrativas há cerca de 6 anos, tendo entretanto surgido o empresário de jogadores Faustino Gomes, que se mostrou disponível para criar a SAD e que já geriu os destinos da equipa sénior na época passada.

Câmara negoceia terreno para instalar novo campo sintético

Durante a assembleia geral, os sócios do Sport Lisboa e Cartaxo ficaram a saber que a câmara municipal está disponível para negociar um terreno para a construção de um campo com relvado sintético que possa ser utilizado pelo clube, uma vez que o Campo das Pratas parece ser um caso perdido ou de difícil resolução.

Em causa estará um terreno com cerca de 60 mil metros quadrados, que está reservado para a eventual futura variante à Estrada Nacional 3, cujo processo de construção nunca saiu do papel, e do qual há uma área com cerca de 20 mil metros quadrados que poderia ser utilizada para o campo.

O valor do terreno está estimado em cerca de 120 mil euros, estando clube e autarquia a discutir o eventual negócio.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis