app chamuscacoruche ficor

pavilhao santarem

A Câmara de Santarém vai compensar os clubes que treinam no velho pavilhão municipal, encerrado desde julho para obras que deveriam ter terminado no início de setembro, mas que, fruto de várias vicissitudes, ainda não estão prontas.

Citada pela agência Lusa, a vereadora com o pelouro do Desporto na autarquia scalabitana, Inês Barroso, explicou que o município se sente “impotente” perante o arrastar da obra, e que já acionou “todas as coimas” junto do empreiteiro vencedor do concurso e que concessionou o trabalho a outras empresas, uma das quais, que devia ter substituído a cobertura do pavilhão entre abril e maio do ano passado, faliu.

Já a obra de substituição do piso, que deveria ter ocorrido em julho e agosto de 2017, só muito recentemente foi concluída, mas a abertura do espaço aguarda agora por uma substituição provisória da cobertura, com a colocação de placas para que não chova lá dentro.

Inês Barroso explicou que espera que esses trabalhos possam estar concluídos esta quarta-feira, dia 31, de forma a que os treinos se possam iniciar a 1 de fevereiro.

A autarca disse ainda à Lusa que vai compensar financeiramente os clubes pelo atraso nas obras, não especificando o montante a atribuir a cada clube.

Inauguração Sabores do Toiro Bravo, em Coruche - fotos João Dinis