chamusca ascensao2017fna2017

Cultura

batalha asseicieira

Autarcas, especialistas e interessados pela história da freguesia participaram esta terça-feira, 16 de maio, nas celebrações do 183º aniversário da Batalha de Asseiceira, concelho de Tomar.

Após a habitual homenagem aos mortos na Batalha, nas ruínas da Igreja da Misericórdia, que funcionou como hospital de sangue aquando do recontro entre as tropas de D. Pedro e D. Miguel, em 1834, realizou-se uma palestra no Centro Cultural de Asseiceira, onde o general Vizela Cardoso abordou os “Antecedentes da Batalha de Asseiceira”, enquanto o major Leonel Dias falou sobre “Asseiceira, berço de Portugal Novo”.

A iniciativa, muito participada pela população, que lotou o espaço, pretendeu valorizar o acontecimento histórico mais marcante da história da freguesia, mas também de importância crucial para o país, uma vez que viria a dar origem à viragem política implementada pelo Liberalismo, primeiro passo para a modernização do país que se prolongou pelos séculos XIX e XX.

abrantesjosealbertopoeta

“Épicodrone E etc” é o nome da obra que o escritor e poeta José-Alberto Marques vai apresentar na próxima quinta-feira, 18 de maio, pelas 18 horas, na biblioteca municipal António Botto, em Abrantes.

Nascido em Torres Novas em 1939 e a residir em Abrantes desde 1969, José-Alberto Marques estudou na Faculdade de Direito de Lisboa e foi professor, tendo desempenhado o cargo de Orientador Pedagógico de Português.

Tem uma vasta obra literária na poesia, romance, livros infanto-juvenis e textos de crítica literária em diários e revistas da especialidade, tendo feito também exposições de poesia virtual em vários países.

Sempre profundamente ligado à cultura, o autor encenou peças de teatro, fez happenings, instalações e performances, e esteve também no movimento da poesia experimental portuguesa desde as suas primeiras manifestações no final de década de 50.

alcanenaobservacarso

A zona dos Olhos d’Água, na nascente do rio Alviela em Alcanena, vai acolher o “Observacarso – Festival da Biodiversidade”, entre os dias 19 e 22 de maio.

Este evento será “dedicado ao tema da preservação da biodiversidade, da proteção da natureza, educação ambiental, desenvolvimento sustentável, turismo de natureza, desportos radicais, energias renováveis, incluindo também a fotografia, o cinema, artes plásticas, a pintura e a ilustração da natureza”, explica uma nota de imprensa da Câmara de Alcanena.

A secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, vai marcar presença na sessão solene de abertura, que se realiza na sexta-feira, dia 19, às 14h30, no Centro Ciência Viva do Alviela.

O programa completo, que inclui atividades praticamente ininterruptas ao longo dos três dias, poderá ser consultado na página da Câmara Municipal de Alcanena.

Balonismo em Coruche - Fotos João Dinis