app chamuscamicromineiro slide

Cultura

 carta gastronomica armando ceia

557 receitas, recolhidas em mais de 180 entrevistas junto de outras tantas pessoas, na sua maioria idosas, compõem a “Carta Gastronómica do Ribatejo - Terras da Lezíria”, cujo original foi simbolicamente entregue esta quinta-feira, 7 de junho, ao presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR), que vai agora editar a obra em papel e em formato digital.

Fruto de um trabalho de investigação e recolha feito ao longo dos últimos 31 meses pela Confraria Gastronómica do Ribatejo, sob coordenação de Armando Fernandes, a carta é apresentada como “mais que um simples livro de receitas, um tratado da gastronomia da Lezíria.

“Foi um trabalho de recolha de informação boca a boca, orelha a orelha” explicou Armando Fernandes, revelando que muitos dos relatos foram feitos por pessoas de idade avançada, alguns até já acamados.

“Não há uma única receita que não nos tenha sido dita pela própria pessoa”, garante o coordenado da obra, assumidamente feita com base nas “práticas de vida” das comunidades mais pobres, embora haja também receitas que eram habitualmente servidas nas casas mais abonadas.

“Um documento que é uma memória viva”, reforça o presidente da ERTAR, Ceia da Silva, organismo que lançou o projeto, em colaboração com a Câmara de Santarém e Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT).

Ceia da Silva comprometeu-se a ter a obra pronta, em papel e formato digital, para ser apresentada durante o próximo Festival Nacional de Gastronomia, que se deverá realizar no final de Outubro, em Santarém.

Observatório e um novo festival

carta gastronomia todosDurante a cerimónia de entrega da Carta Gastronómica do Ribatejo, Armando Fernandes lançou um desafio ao presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, para que a cidade, além do Festival Nacional de Gastronomia, avance para a construção do Observatório Nacional de Gastronomia e lance também um Festival Nacional dos Comeres Populares.

O autarca não se comprometeu com nenhum dos projetos mas salientou a importância que a gastronomia tem para o concelho e para Portugal, sendo uma das três razões que deixa os turistas mais satisfeitos com o nosso país.

Sobre a carta gastronómica, Ricardo Gonçalves lembrou que “era algo que já se ouvia falar há muito tempo” mas que só agora se conseguiu “perpetuar coisas que se iriam perder”.

Já o presidente da CIMLT, Pedro Ribeiro, destacou a complementaridade do trabalho feito pelas várias entidades e pelos municípios, que será muito importante para toda a região.

inssantarem

De 21 de junho a 23 de setembro, o centro histórico e alguns outros locais da cidade de Santarém vão transformar-se numa espécie de palco global, com atividades que vão dos simples concertos ao desporto, passando por ateliers, arte, gastronomia, percursos temáticos, sessões de cinema, peças de teatro e muitas outras atividades gratuitas, a maior parte ao ar livre.

Toda esta atividade resulta de mais uma edição do programa “Verão In. Str… é um Espanto”, uma iniciativa da Câmara Municipal de Santarém que envolve mais de cem agentes culturais e várias empresas.

Este ano, entre os vários destaques da programação, há a salientar algumas novidades, entre as quais o I Festival de Estátuas Humanas de Santarém, que se realizará nos dias 10 e 11 de agosto, nas ruas Serpa Pinto e Guilherme de Azevedo, que serão "ocupadas" por 15 estátuas vivas, 12 delas a concurso e outras 3 que são artistas convidados, consagrados com vários prémios em Portugal e pelo mundo.

O Street Food In. Str “Magical Lights Food Fest” e Sound Set Feast é também uma novidade, uma vez que às já habituais carrinhas de Street Food, que ficarão no Jardim Portas do Sol, de 27 a 29 de julho, se juntará o festival de música “Sound Set Fest”. Em termos gastronómicos, além da comida típica portuguesa, asiática e mexicana, haverá cachorros, crepes, gelados, bolos da Hungria, tripas de Aveiro, tostas em pão folar e sandes em pão chapata e, pela primeira vez, uma roulotte espanhola com crepes.

Todos os veículos e o recinto vão estar iluminados com grinaldas de luzes para que os visitantes possam fotografar e postar vezes sem conta nas redes sociais. O objetivo é que seja um dos eventos mais fotografados do país.

No âmbito da iniciativa “Verão In Str… é um Espanto!” da Câmara de Santarém vai decorrer a 3ª edição dos “Menus História com Arte - Pombinhas de Santarém” que integra a componente In. Sabores.

Entre os meses de junho a setembro, o mundo rural vai apoderar-se das ruas do Centro Histórico, sempre aos sábados de manhã, das 10h30 às 12h30, com 13 agrupamentos folclóricos (e não só) do concelho e da região..

Haverá ainda visitas guiadas temáticas a título gratuito. Percursos sobre Garrett, azulejos e a Alcáçova.

Este ano, o ScalaBus In.Str volta a circular pelo Centro Histórico de Santarém entre 11 de julho e 8 de setembro, com um novo percurso, desta vez, com ligação ao Santarém Hotel. As viagens serão gratuitas (uma às 10 horas e outra às 11h30) num mini-autocarro que vai permitir à população e visitantes fazerem um circuito turístico pela cidade, de quarta-feira a domingo.

O In. Downtown está de regresso, todas as quintas-feiras, durante os meses de julho e agosto, para dar brilho e glamour às ruas do Centro Histórico de Santarém. São 9 noites de animação musical e performativa, malabares de fogo, dança, humor e magia, entre outras.

O In. Agenda terá seis palcos e centenas de espectáculos, não só no planalto da cidade (jardim Portas do Sol, largos do Seminário e Padre Chiquito, Praça Velha, Pátio 102), mas também na Ribeira de Santarém.

Custódio Castelo, Três Bairros, Pedro Barroso e Olavo Bilac são apenas alguns nomes que atuarão na cidade, neste caso no Largo do Seminário.

Outra das novidades é o “Pictorin”- Encontro Internacional de Artistas Plásticos em Santarém, que terá lugar de 1 a 10 de setembro com 13 artistas oriundos do Brasil, Dinamarca, Inglaterra, França, Polónia, Nigéria e Portugal.

Os artistas vêm fundamentalmente trabalhar o Centro Histórico: vê-lo e recriá-lo.  As ruas vão servir de cenário e o evento culmina com duas exposições.

Referência ainda ao cinema às quartas no Largo Padre Chiquito, com exibição de vários filmes, entre os quais "Submarino Amarelo", de George Dunning, no dia 4 de julho, às 22h00.

No Palácio Landal, a partir de 28 de junho e até 23 de setembro, estará patente uma exposição coletiva com obras de todos os artistas que integraram o In. Artes, nas diferentes galerias, desde a primeira edição do “Verão In Str… é um Espanto!” em 2015.

O Jardim Portas do Sol servirá de cenário à exposição fotográfica de rua “Tejo…Vida e Agonia de um rio”, que inclui 28 fotografias distribuídas por 4 painéis/módulos temáticos.

Abertura com concerto da soprano Hélia Castro

O projeto In. Str foi apresentado esta quinta-feira, 7 de junho, na Feira Nacional de Agricultura, pela vereadora com o pelouro da Cultura, Inês Barroso, e pelo coordenador do projeto, Nuno Domingos, e contou com a presença de boa parte dos artistas e patrocinadores.

“A revitalização do centro histórico não cabe só aos comerciantes, ao município ou à Associação de Comerciantes e Empresários de Santarém, mas sim a todos nós. Se cada um de nós der contributos seguramente conseguiremos dar vida ao nosso Centro Histórico que tanto amamos”, referiu Inês Barroso.

O espetáculo de lançamento da iniciativa “Verão In. Str… é um Espanto!” realiza-se no dia 15 de junho, às 21h30, no grande Auditório do CNEMA, num espetáculo com a soprano Hélia Castro, a mezzo-soprano, Ema Viana e o tenor Carlos Guilherme acompanhados pela Orquestra Filarmonia das Beiras, dirigida pelo maestro António Vassalo Lourenço.

As entradas são gratuitas e deverão ser levantadas no Posto de Turismo de Santarém ou no próprio dia no CNEMA.

O popular comediante António Raminhos leva ao palco no dia 6 de julho, pelas 22h00, no Centro Cultural do Entroncamento, o seu espetáculo de Stand Up Comedy “O Melhor do Pior”.

Trata-se de uma espécie de autobiografia regada com “pura idiotice” que fala dos melhores e piores momentos da vida do humorista nos últimos anos.

António Raminhos tem surpreendido os portugueses com vários produtos da sua mente insana. Ora com chinesices, ora com as Marias, ou até mesmo com banhos públicos acompanhado de celebridades, nunca se sabe o que esperar do comediante.

O espetáculo é para maiores de 16 anos e os bilhetes, com um custo de 10 euros, estão à venda no Posto de Turismo, Piscinas Municipais, Serviço de Águas da Câmara Municipal do Entroncamento e na bilheteira do Centro Cultural no dia do espetáculo uma hora antes (caso não esgotem anteriormente).

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis