chamusca ensaiobambu

Cultura

chamuscalivrotoiro

O livro de “Actas do I Congresso Internacional – O Cavalo e o Touro na Pré-História e na História” vai ser lançado no próximo dia 21 de janeiro, pelas 15h30, na sala polivalente da biblioteca municipal Ruy Gomes da Silva, na Chamusca.

Esta obra resulta do congresso sobre o mesmo tema realizado na Chamusca e na Golegã. em maio de 2013.

Coordenado pelo arqueólogo Fernando Augusto Coimbra, o livro conta com 31 artigos, sendo 13 em português, 13 em castelhano e cinco em inglês, distribuídos por sete secções, que versam sobre a evolução do touro e do cavalo nos primórdios da história.

Organizado em 2013 pelo Centro Português de Pré-História, e com o envolvimento das Câmaras da Chamusca e Golegã, entre outras entidades, o congresso serviu para a troca de conhecimentos entre pré-historiadores, arqueólogos, historiadores de arte e investigadores dedicados à mitologia, à utilização militar do cavalo, à historia da tauromaquia, à origem e evolução e à criação destes dois animais.

barquinhavihlsarte

Vhils e Manuel João Vieira são dois dos artistas nacionais que vão participar no projeto “ARTEJO”, que prevê várias intervenções artísticas no concelho de Vila Nova da Barquinha, em 2017.

Segundo uma nota de imprensa da autarquia, serão desenvolvidas no concelho 10 intervenções artísticas, distribuídas por três freguesias, numa iniciativa que é fruto de uma parceria entre o município e a Fundação EDP.

O projeto “Arte Pública Fundação EDP” é “um programa de âmbito nacional, orientado para territórios de baixa densidade populacional, que pretende democratizar o acesso à arte e permitir o envolvimento da população em novas experiências culturais”, explica a mesma nota, que acrescenta que o mesmo será implementado através de parcerias com instituições e coletividades locais, sociais ou culturais.

Cada projeto decorre em quatro fases: num primeiro momento, são realizadas assembleias de apresentação do projeto à população, que pressupõem uma conversa com os artistas, seguindo-se a apresentação de propostas por parte artistas.

De seguida, os autores realizam as intervenções em espaço público e, numa última fase, decorrem as visitas guiadas às obras.

chamuscacomediasatirica

“Uma menina bem guardada”, comédia escrita por Eugène Labiche, é a peça que vai subir ao palco do cineteatro da Chamusca no próximo dia 21 de janeiro, pelas 21 horas.

Apresentada pela Companhia de Teatro Baal 17, com encenação de Rui Ramos, a peça é uma sátira à sociedade burguesa do século XIX, onde a autora desconstrói os costumes da burguesia da época, baseando-se na intriga e no equívoco.

“Com uma cenografia engenhosa de Bruno Oliveira, de aparência simples, os figurinos são inspirados na época com apontamentos extravagantes da atualidade que caracterizam a imagem apelativa do espetáculo”, explica uma nota de imprensa da Câmara da Chamusca.

Dão vida às personagens os atores Anabela Mira, Filipe Seixas, Hugo Fernandes, Susana Gonçalves e Telma Saião.

Desert Challenge 2017