chamusca natalmicromineiro slide

Cultura

Aurea e Mafalda Veiga, na área da música, Bruno Nogueira, no Stand UpComedy, e a primeira atuação na cidade da Companhia Nacional de Bailado, marcam a estreia da "Santarém Cultura", um novo projeto cultural municipal que tem como missão prestar um serviço público diversificado, potenciando os recursos existentes no concelho, integrando-o nas grandes digressões nacionais.

Desenvolvido ao longo dos últimos meses por uma equipa liderada pelo gestor cultural João Aidos, ex-diretor do Cine-teatro Virgínia, em Torres Novas, e ex-director-geral das Artes, entre outros cargos, o "Santarém Cultura" pretende rentabilizar, nesta fase inicial, pelo menos 5 espaços municipais - o Teatro Sá da Bandeira, o Convento de São Francisco, o Palácio Landal, a Casa do Brasil e a Incubadora de Artes.

Este novo projeto foi apresentado esta segunda-feira, 10 de dezembro, na reunião do executivo municipal e será alvo de uma conferência de imprensa a realizar na sexta-feira, dia 14, onde serão conhecidas mais novidades.

Além das propostas já referidas no primeiro parágrafo, este primeiro trimestre de programação (de janeiro a março de 2019) terá também ofertas na área do teatro, com Shakespeare e com as atrizes Ana Nave e Maria João Luís, sobre a escrita do poeta Ruy Belo, na área da performance e circo contemporâneo com João Paulo Santos e João Garcia Miguel, e nomes da arte sonora e digital com André Sier, Boris Chimp 504 e Sonoscopia.

Haverá também atividades pensadas para os mais novos, incluindo espetáculos em escolas.

"É um programa ambicioso, que não pudémos fazer anteriormente por razões financeiras", explicou o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, durante a apresentação do projeto esta segunda-feira.

Pedro Abrunhosa vai estar, a 11 e 12 de janeiro, no Teatro Virgínia, em Torres Novas, para dois concertos com os Comité Caviar, onde vai apresentar o seu novo álbum – Espiritual.

Inicialmente estava prevista apenas um concerto para 12 de janeiro, sábado, mas como a lotação se esgotou rapidamente, o município conseguiu agendar um novo espetáculo para dia 11 de janeiro, sexta-feira.

Os bilhetes para esta nova data já se encontram à venda e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Virgínia, nos pontos de venda Fnac e Worten, e em www.bol.pt. Têm o custo de 15€, sendo aplicáveis descontos.

“Espiritual” foi escrito ao longo dos últimos dois anos, altura em que Pedro Abrunhosa escreveu e compôs mais de trinta canções das quais apenas quinze integram este seu oitavo disco de originais.

"É um conjunto de canções que, como todas, só ganharão vida plena no palco quando tocadas diante da cumplicidade do público", refere Pedro Abrunhosa, nascido no Porto em 1960.

abrantesquartelexposicaoines

“Do meu lugar, o que eu vejo” é o nome da exposição que a artista plástica Inês Norton está a apresentar na “QuARTel” da Arte Contemporânea em Abrantes, patente até ao dia 13 de fevereiro de 2019.

A artista apresenta trabalhos que recorrem a uma panóplia de técnicas e de meios artísticos, desde a fotografia, a escultura, o vídeo e a instalação, “questionando a natureza e o artificial e o diálogo permanente entre a sua obra e o nosso quotidiano”, explica uma nota de imprensa da Câmara de Abrantes.

A mostra, com curadoria de Hugo Dinis, encerra o 1º ciclo de exposições da coleção Figueiredo Ribeiro.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves