chamusca appmicromineiro keepcalm

Cultura

david antunes atuacara

O músico David Antunes, de Santarém, vence este sábado, 21 de janeiro, o concurso “A tua cara não me é estranha”, exibido ao longo das últimas semanas pela TVI.

O cantor, desta vez a solo sem a “Midnight Band”, recolheu os votos de 2 dos três jurados (José Carlos Pereira e Luís Jardim) e terminou “lavado” em lágrimas com a família, sobretudo o pai e a mãe, a quem dedicou o troféu conquistado e por quem nunca escondeu um enorme orgulho e admiração.

Depois de imitar cantores como Elton John, Tina Turner, Tracy Chapman, Shaggy e Paulo Gonzo, nesta gala final David Antunes imitou Joe Cocker, numa atuação que recebeu enormes aplausos, voltou a convencer o júri, e fechou o programa apresentado por Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha.

Na sua página do Facebook, David Antunes prometeu para hoje um comentário “escrito com o coração”, sobre esta fase da sua carreira e da sua vida.

david antunes pais

santaremciclodanca

“Nova \ Velha Dança” é o nome do ciclo que promete trazer a Santarém espetáculos de qualidade com bailarinos e coreógrafos de renome no panorama da dança nacional, entre os meses de fevereiro e junho.

Vera Mantero, João Fiadeiro e Ana Bigotte Vieira são apenas alguns dos nomes envolvidos neste ciclo de dança idealizado por João dos Santos Martins, um jovem natural de Santarém que está em crescente afirmação no panorama artístico nacional, e que, além das performances, inclui ainda conversas e workshops, exposições e propostas cinematográficas.

O ciclo, que conta com o apoio da Direção Geral das Artes e da Câmara Municipal de Santarém, vai dividir-se entre dois espaços da cidade, o Teatro Sá da Bandeira (TSB) e a INcubadora d’Artes.

No que se refere às performances, o ciclo arranca a 24 de fevereiro, às 21h30, no TSB, com “3soli”, um espetáculo idealizado e interpretado por Vera Mantero, seguindo-se, a 11 de março, duas propostas de João Fiadeiro, “I Was Here”, às 17h30, e “Este Corpo Que Me Ocupa”, às 21h30.

“Nova \ Velha Dança” continua depois a 6 de abril, ainda no TSB, com os espetáculos “Letting Nature Take Us Over Again” e “O que fica do que passa”, de Filipe Pereira e Teresa Silva.

A 20 de maio, a INcubadora d’Artes acolhe as performances “Reacting To Time”, de Vânia Rovisco com alunos da Escola Secundária Ginestal Machado, “Noforgetnotforgive” de Carlota Lagido, “Moustachu” de Sónia Batista, e “Dança Concreta”, de Daniel Pizamiglio.

Um dos destaques deste ciclo vai precisamente para o envolvimento dos alunos do Curso Profissional de Artes do Espetáculo da Ginestal Machado, que vão não só ser parte ativa em algumas apresentações, como vão participar em vários workshops ministrados pelos artistas.

Em junho, no dia 16, Ana Rita Teodoro apresenta “Delirar a Anatomia” no TSB, às 21h30, e o ciclo encerra no dia seguinte, 17, com a estreia de “Desconcerto e Aventura” do jovem scalabitano Carlos Manuel Oliveira (filho do ator Carlos Oliveira “Chona”), às 17 horas, na INcubadora d’Artes, e a repetição da performance de Ana Rita Teodoro, novamente no TSB, às 21h30.

No final, o ciclo “Nova \ Velha Dança” termina com um concerto de encerramento e lançamento nacional do disco “Beat Without Byte”, de Simão Costa.

barquinhaigrejaaalaia

Os municípios da Barquinha, Tomar e Ferreira do Zêzere vão assinar um protocolo com a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal para a sinalização do Caminho de Santiago nestes concelhos do Médio Tejo, que têm registado um aumento anual de peregrinos.

A cerimónia, que se realiza no próximo dia 30 de janeiro, às 11 horas, na Igreja Matriz de Atalaia, da Barquinha, “ficará marcada pela apresentação da marcação do caminho e dos azulejos e setas com o símbolo (concha), com que as autarquias pretendem sinalizar esta rota dentro da área geográfica de cada concelho”, explica uma nota de imprensa da Câmara da Barquinha.

A sinalética, segundo a mesma nota, será uniforme “com o objetivo de colmatar a ausência de informações ou sinalização, bem como apoiar os peregrinos, facilitando a sua orientação, deslocação e comodidade”.

No concelho da Barquinha, além dos azulejos colocados em marcos, será também colocada ao longo de todo o percurso outra sinalética em painéis informativos, desde o Pedregoso, no início do Caminho, até à ribeira de Tancos, junto ao Ecocentro, no limite do norte do concelho.

O percurso integra a antiga Estrada Real Lisboa-Porto, que conduz os peregrinos da Quinta da Cardiga ao Pedregoso.

Desert Challenge 2017