banner chamusca meninabambu

Cultura

convento cristo

O Museu Nacional Ferroviário, no Entroncamento, o Convento de Cristo, em Tomar, e a CP uniram-se para criar um programa especial que leva os viajantes de comboio até ao museu e ao convento, num programa de um dia.

A iniciativa, que se realiza de terça-feira a domingo, inclui a entrada nos dois espaços turísticos, o bilhete de comboio e ainda a possibilidade de almoçar no Convento de Cristo com 10% de desconto na refeição.

Refira-se que a estação de Tomar se encontra a 10 minutos a pé do Convento de Cristo, enquanto a estação do Entroncamento se encontra junto ao Museu Ferroviário.

tomas barao cunha

Tomás Cunha, aluno da licenciatura em Vídeo e Cinema Documental da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA) venceu o prémio para o "Melhor Filme Escolar" no concurso de cinema da Capital Ibero-Americana da Juventude - Braga 2016.

O jovem estudante da ESTA concorreu com o filme "O Encoberto", escrito e realizado por si, no âmbito da unidade curricular da licenciatura.

O filme, rodado em vários pontos do país, apresentando-se como um road-movie documental, teve o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual, que tem um programa contratual com o Instituto Politécnico de Tomar, no qual se integra a escola superior, afirma uma nota do politécnico.

"O Encoberto" estreou em Novembro, no Estoril & Lisbon Film Festival, tendo sido também selecionado para o Festival Caminhos do Cinema Português.

 

salvaterramarinhaismercadocultura

O mercado da cultura de Marinhais, que assinalou no dia 20 de dezembro o seu primeiro aniversário desde a requalificação, foi visitado por cerca de 7mil pessoas ao longo do ano, contabilizando o público que passou pelas várias exposições, peças de teatro, espetáculos musicais, palestras e outras iniciativas.

Recorde-se que este equipamento veio substituir o antigo mercado diário, que foi encerrado em 2010 pela Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE), por falta de condições.

A requalificação, levada a cabo pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, custou cerca de 400 mil euros, com o objetivo de o tornar num polo cultural da vila.

O edifício alberga um polo da biblioteca municipal de Salvaterra, uma galeria de exposições, uma sala multiusos e um espaço de apoio ao cidadão, com uma delegação da autarquia, espaço do cidadão e balcão dos CTT.

Para o presidente da Câmara de Salvaterra, Hélder Esménio, o mercado da cultura “permitiu suprir uma grave lacuna que era a inexistência de um espaço condigno em Marinhais para a cultura, para a leitura e até para os serviços de proximidade”.

Desert Challenge 2017