chamusca latitude4micromineiro slide

Cultura

novarede

A Rede Regional voltou a pulverizar todos os seus recordes de visualizações, atingindo um novo máximo mensal de mais de 1,6 milhões (1,607.868) de páginas vistas em maio de 2017.

Um acréscimo de quase 300 mil páginas vistas relativamente ao anterior máximo, conseguido em março deste ano, que era de cerca de 1,3 milhões (1,317.054). Desde o início do ano, o jornal já teve mais de 6,1 milhões de páginas vistas.

No mês que agora terminou, a Rede Regional teve, em média, 51.866 páginas vistas por dia, por uma média diária de 23.389 leitores.

A notícia mais lida do mês foi Família procura jovem que desapareceu com bebé, com quase 104 mil visualizações, seguida de Família e autoridades procuram jovem de 16 anos desaparecida desde sexta-feira (68.041 leituras) e de Bancário de Santarém morre em acidente de viação no Alentejo (44.630 acessos).

abrantesMACprojeto

A Câmara Municipal de Abrantes aprovou o projeto de execução para a intervenção de restauro, remodelação e ampliação do Edifício Carneiro, que irá acolher a futura instalação do Museu de Arte Contemporânea Charters de Almeida (MAC).

Este passo administrativo, segundo uma nota de imprensa da autarquia, antecede o concurso público para realização da obra, que tem um preço base que ronda os 2,1 milhões de euros e um prazo de execução de 720 dias.

“O mítico Edifício Carneiro vai ser requalificado para ser guardião da atividade artística do escultor Charters de Almeida”, explica a mesma nota, que acrescenta que “passará a ser público o acervo de obras representativas das várias fases do percurso de mais de meio século da atividade artística do escultor, doadas por sua vontade á Câmara Municipal de Abrantes, que ficarão expostas no interior e no exterior do edifício”.

De acordo com o projeto de execução, toda a zona exterior envolvente ao logradouro vai ser tratada com a finalidade de ser a porta de entrada para um percurso de exposição ao ar livre, até à entrada do Jardim do Castelo, confluindo com a intervenção prevista para o espaço do Castelo e área em redor.

Para além dos espaços expositivos interiores, aptos para exposições de caráter permanente e temporário, o edifício será também dotado de um auditório polivalente.

constanciafanhacastelo

O poeta José Fanha e o músico Custódio Castelo são os próximos convidados da iniciativa “Poesia e Música à Mesa”, que se realiza no próximo sábado, 3 de junho, às 20h30, no restaurante D. José Pinhão, em Constância.

Este projeto, que tem tido bastante sucesso, tem como principais objetivos levar a poesia e a música às salas dos restaurantes do concelho de Constância, “valorizando a restauração enquanto embaixadora do vasto património gastronómico”, segundo uma nota de imprensa do munício.

A decorrer até ao próximo mês de setembro, a iniciativa vai continuar a colocar lado a lado artistas “com notoriedade local e nacional, que darão voz aos grandes poetas Alexandre O’Neill, Vasco de Lima Couto e Luís de Camões, nomes indelevelmente ligados à vida e à cultura de Constância”.

Nascido em 1951, José Fanha é arquiteto de formação, mas tem-se distinguido no universo literário português como poeta e autor de literatura para os mais novos, sendo também autor de letras para músicas, guionista de cinema e televisão e dramaturgo.

Natural de Almeirim, o músico Custódio Castelo é reconhecido como o melhor intérprete da guitarra portuguesa a nível mundial.

XTerra Golegã - Fotos Carlos Simões