chamusca ensaiobambu

Cultura

espaco jackson

O Espaço Jackson, que acolhe várias associações culturais e desportivas de Glória do Ribatejo, no concelho de Salvaterra, vai ser requalificado e transformado numa área multicultural preparada para acolher várias valências, uma obra que deverá rondar os 850 mil euros.

O projeto, que respeitará a traça arquitetónica das construções hoje existentes, contempla obras de beneficiação e melhoramento de três edifícios já existentes, onde estão instaladas várias coletividades da freguesia, através de trabalhos de pintura, substituição de caixilharias, de telhados e da rede elétrica, uniformização de pavimentos, tratamento de fachadas, entre outros.

Será também melhorado o pátio exterior, comum a esses três edifícios, com ampliação de alpendre e criação de zona de bar para a realização de atividades ao ar livre por parte das coletividades.

Ao mesmo tempo, contíguo ao espaço já existente, será construído um novo edifício que irá albergar uma sala polivalente/ auditório com capacidade para 240 lugares, um átrio de exposições, uma biblioteca, além de camarins, instalações sanitárias e salas para arrumos.

O palco, que vai servir esse auditório, terá uma particularidade: um fundo falso que permite abrir ao exterior e realizar espetáculos com o público instalado no jardim do parque infantil.

A zona exterior também será renovada com a reformulação da rede pluvial, melhoramento da zona de passeios e a substituição da zona de muros, que atualmente vedam o espaço, por uma alternativa que permita a visibilidade interior/ exterior.

Com este projeto, a autarquia de Salvaterra de Magos, pretende simbolizar a relação estreita da identidade de Glória do Ribatejo com a Raret, Rádio Retransmissor, o maior complexo emissor europeu da Rádio Europa Livre, instalado naquela localidade nos anos 50 do século passado, uma vez que o Hotel Jackson foi construído naquela altura.

Atualmente, o Espaço Jackson acolhe o Glória MotoClube, o Agrupamento de Escuteiros 1012, a Comissão de Festas, a Associação Febre Amarela, o Grupo de Marionetas Subúrbio, a Associação de Teatro Paulo Claro “Rapazes d’Aldeia”, o Clube Amador de Pesca e a Associação Todo o Terreno “Os Cabras”.

O Município de Salvaterra de Magos vai agora apresentar candidatura dos 850 mil euros a fundos comunitários, na área da regeneração urbana.

santaremvetoteatrobalanco

Durante o ano de 2016, os 88 espetáculos produzidos ou apresentados pelo Veto Teatro Oficina reuniram um público superior a 8.600 espetadores.

Os números fazem parte de um balanço divulgado pelo próprio grupo teatral do Círculo Cultural Scalabitano (CCS), que encenou 40 espetáculos no Teatro Taborda, a sua casa mãe, e 48 noutras salas da cidade e da região.

“Neste número, inclui-se a vinda a Santarém de alguns convidados, tanto para o público adulto como para as crianças”, acrescenta a nota de imprensa do Veto, que destaca as participações nas Temporadas da Primavera e de Outono, e na rubrica Junho Mês da Criança, no W Shopping, em que o grupo foi convidado a programar.

Como “momento culminante da atividade” de 2016, o grupo destaca a criação da Academia de Formação Teatral, que acabou por dar frutos durante o ano passado.

Das várias atividades, o Veto destaca ainda a peça “Chamem os Palhaços: Pantufa & C.ª”, as “Palavras de Poetas” e “Contos de Mário Gin Tónic”, a festa de homenagem a Prazeres Marçal e várias “pequenas cenas para apresentação de livros, tertúlias e leitura de poemas em diversos momentos e oportunidades”.

Já para o público mais pequeno, foram apresentadas produções como “Palhaços: Branquinho, Pantufa e Cabeça de Nabo”, “Um Sonho com Pinóquio”, “A Carochinha, o Urso Dorminhoco & Amigos”, além de ações de animação no centro histórico de Santarém e a participação no FOLIO – Festival Internacional de Literatura de Óbidos, em Setembro.

A participação na iniciativa “Verão In.Str …é um espanto” também foi importante para o grupo, com a apresentação de cinco espetáculos.

zumba azambuja

O Programa Atividade Física para Todos (PAFT), uma iniciativa da Câmara de Azambuja, inicia o ano de 2017 com uma aula de zumba e dança ao ar livre na manhã de 8 de janeiro, a partir das 10h00, no Jardim Urbano Dr. Joaquim Ramos.

Esta aula resulta de uma parceria entre a autarquia e a Associação Dancitrauteia, coletividade mais conhecida como “Escola de Dança Alunos de Apolo de Azambuja”, que assinala neste fim de semana o seu 5º aniversário e integra nas suas comemorações esta aula de zumba e dança em espaço público.

A organização aconselha os participantes a levarem água, roupa e calçado adequados à prática desportiva.

A aula de zumba e dança abre mais um trimestre da época 2016/2017 do PAFT, iniciativa dinamizada pelo Município de Azambuja, que lança desde já o convite para um passeio BTT (dia 5 de fevereiro) e um ‘challenge’ (dia 5 de março). Haverá ainda várias caminhadas a realizar ao longo destes meses.

A participação está aberta a toda a população e as inscrições são gratuitas.

Desert Challenge 2017