app chamuscabanner festas coruche

Cultura

tomarbonssonsfestival2018

Salvador Sobral, Sara Tavares, Dead Combo, Linda Martini e Sean Riley & The Slowriders são apenas alguns dos nomes mais sonantes que vão passar pelos vários palcos do Bons Sons, o festival que convida a descobrir a aldeia de Cem Soldos, no concelho de Tomar, de 9 a 12 de agosto.

Durante quatro dias, os milhares de visitantes esperados vão poder assistir a mais de 50 atuações em oito palcos distribuídos pela aldeia, divididos de acordo com os estilos musicais, ou serem artistas emergentes ou músicos consagrados.

Além dos cabeças de cartaz, destaque para a presença de Slow J, Norberto Lobo, Paus, Zeca Medeiros, Lince, João Afonso, Fado Violado ou Jerónimo, entre muitos outros projetos musicais reconhecidos e elogiados pela crítica especializada.

Respeitando a sua matriz identitária de divulgar a música nacional, o Bons Sons oferece também, além dos concertos, um sem número de atividades paralelas, que incluem dança, cinema, teatro, performance, uma mesa redonda, uma instalação e iniciativas para os mais novos e para os que se deslocam ao festival em família.

O passe para os quatro dias custa 45 euros, ao passo que o bilhete diário se fica pelos 22 euros.

Os portadores de ingresso para todos os dias têm direito a campismo gratuito no parque que abre às 10 horas do dia 8 de agosto, ou podem optar pelo novo parque Sleep’em’All, não gratuito, com tendas montadas, eletricidade e balneários com água quente.

À semelhança das edições anteriores, a feira de marroquinarias e artesanato volta a tomar conta das ruas do centro de Cem Soldos, com artigos de vários artesãos e alfarrabistas nacionais.

Todas as informações detalhadas sobre o festival, incluindo o horário dos concertos, a localização ou as formas de chegar, estão disponíveis na APP oficial do Bons Sons, compatível com Android ou iPhone.

santareminstrgintonic

O Veto Teatro Oficina vai encenar a peça ‘’Contos de Mário Gin Tónic’’ na Praça Velha de Santarém, na noite da próxima quinta-feira, 9 de agosto, em mais um ‘’In.Downtown’’, inserido na programação oficial do “Verão In.Str”.

Como é apanágio desta iniciativa, vão decorrer em paralelo outras propostas culturais e espetáculos por todo o centro histórico da cidade.

No Largo Padre Chiquito, Laura Macedo e Marcelo Silva dão o concerto acústico ‘’Rock2night’, ao passo que o mágico Manuel Barata vai estar em frente ao Posto de Turismo com os seus momentos de ilusão e boa disposição.

Em São Nicolau, continua o “Atelier Árvore da Vida”, o ‘’Quarteto Nelson Pisco’’ vai espalhar sons pelas ruas e comércio aberto, e o TasCá oferece uma noite de fados.

salvaterrafalcoariauniversidadeevora

A Falcoaria Real de Salvaterra de Magos foi palco de uma reunião de trabalho entre representantes da Câmara Municipal e uma delegação da Reitoria da Universidade de Évora, onde foram discutidos os projetos que estão a ser desenvolvidos em parceira por estas duas entidades.

“Acreditamos que os próximos projetos que vamos desenvolver em parceria, ligados ao estudo e à prática da falcoaria e à candidatura dos bordados típicos de Glória do Ribatejo a Património Cultural Imaterial Nacional, terão também sucesso no futuro”, disse o presidente da Câmara de Salvaterra, Hélder Esménio, lembrando que a ligação à instituição de ensino já deu frutos no passado.

“Com esta ligação à Universidade, ou seja, a interação entre o saber fazer dos falcoeiros e o saber saber dos académicos, temos tido sucesso, desde logo com a classificação de Salvaterra de Magos como Capital Nacional da Falcoaria”, sublinhou.

Da Universidade de Évora, marcaram presença a reitora, Ana Costa Freitas, a vice-reitora, Ausenda de Cáceres Balbino, a administradora Cesaltina Frade, e a responsável pelo departamento CIDEHUS (Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades), Fernanda Olival.

“Queremos continuar este tipo de parcerias porque o objetivo de uma universidade é também fomentar o conhecimento com o apoio dos territórios”, salientou Ana Costa Freitas, que destacou ainda a importância desta relação com a Câmara Municipal.

“É sempre bom vermos que as parcerias que temos com o território são produtivas”, referiu, sublinhando que “aqui tem sido feito um trabalho muito bom, estão de parabéns”.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis