chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

Categoria: Cultura

salvaterrafalcoariauniversidadeevora

A Falcoaria Real de Salvaterra de Magos foi palco de uma reunião de trabalho entre representantes da Câmara Municipal e uma delegação da Reitoria da Universidade de Évora, onde foram discutidos os projetos que estão a ser desenvolvidos em parceira por estas duas entidades.

“Acreditamos que os próximos projetos que vamos desenvolver em parceria, ligados ao estudo e à prática da falcoaria e à candidatura dos bordados típicos de Glória do Ribatejo a Património Cultural Imaterial Nacional, terão também sucesso no futuro”, disse o presidente da Câmara de Salvaterra, Hélder Esménio, lembrando que a ligação à instituição de ensino já deu frutos no passado.

“Com esta ligação à Universidade, ou seja, a interação entre o saber fazer dos falcoeiros e o saber saber dos académicos, temos tido sucesso, desde logo com a classificação de Salvaterra de Magos como Capital Nacional da Falcoaria”, sublinhou.

Da Universidade de Évora, marcaram presença a reitora, Ana Costa Freitas, a vice-reitora, Ausenda de Cáceres Balbino, a administradora Cesaltina Frade, e a responsável pelo departamento CIDEHUS (Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades), Fernanda Olival.

“Queremos continuar este tipo de parcerias porque o objetivo de uma universidade é também fomentar o conhecimento com o apoio dos territórios”, salientou Ana Costa Freitas, que destacou ainda a importância desta relação com a Câmara Municipal.

“É sempre bom vermos que as parcerias que temos com o território são produtivas”, referiu, sublinhando que “aqui tem sido feito um trabalho muito bom, estão de parabéns”.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis