chamusca bibliotecatecfresh2018 slide

Categoria: Cultura

conservatorio musica santarem

Após várias semanas de “guerrilha” interna entre a lista B, liderada por Nuno Martins, de 42 anos, professor na instituição, e Beatriz Martinho, histórica presidente que lidera a organização há cerca de 25 anos e que é a candidata da lista A, o Conselho Fiscal do Conservatório de Música de Santarém (CMS) decidiu suspender o processo eleitoral em curso, adiando as eleições que estavam marcadas para esta sexta-feira, 20 de julho, para 14 de setembro.

Além de adiar as eleições, o Conselho Fiscal, que, ao abrigo dos estatutos, teve de substituir as competências da Mesa da Assembleia Geral, uma vez que os membros deste órgão alegaram impedimento pessoal, afastando-se da instituição nesta fase conturbada, veio ainda reafirmar a validade do caderno eleitoral que é contestado pela lista B, determinando que poderão votar os elementos constantes da listagem à data da marcação das eleições.

Para a lista de Nuno Martins, o regime jurídico das cooperativas apenas considera cooperadores efetivos docentes, investigadores, alunos e/ou encarregados de educação e outros trabalhadores da instituição e não cooperadores beneméritos e honorários, como defende a lista de Beatriz Martinho, que garante que, ao contrário do que pretende a lista opositora, não vão ser excluídas pessoas que participaram no capital inicial da cooperativa, que sempre votaram nas anteriores eleições e foram admitidas de acordo com os estatutos em vigor.

As duas listas têm entendimentos contraditórios sobre esta questão e o adiamento pode não apaziguar o diferendo, até porque alguns pais, alegadamente afetos à lista B, queixaram-se em massa no livro de reclamações, tendo inclusivamente a PSP sido chamada ao local, uma vez que o livro ficou cheio com tanta reclamação.

A lista de Nuno Martins refuta ainda a legitimidade do Conselho Fiscal para cancelar o processo eleitoral, mas a lista de Beatriz Martinho alega outra ilegalidade que poderá inclusivamente impedir a candidatura do candidato principal da lista B. É que Nuno Martins é professor do Conservatório e, ao ser eleito presidente, seria simultaneamente diretor e funcionário, funções que a lista A defende serem incompatíveis, uma vez que, a verificarem-se, o presidente poderia tomar decisões em causa própria, colocando em causaa independência da direção.

O Conservatório de Música de Santarém, fundado em maio de 1985, é uma cooperativa sem fins lucrativos que desenvolve a sua ação não só na formação geral de músicos, como também na organização de concertos, concursos quer a nível nacional, como internacional, audições, recitais, seminários, cursos de aperfeiçoamento, etc.

Com paralelismo pedagógico atribuído pelo Ministério da Educação, leciona os cursos básicos (do 1º ao 5° grau) e secundários (do 6° ao 8º grau) de música de vários instrumentos, entre eles piano, viola, violino, contrabaixo, canto, flauta, trompete e acordeão.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis