chamusca bibliotecamicromineiro slide

Categoria: Cultura

feira maio azambuja

A fadista Raquel Tavares (dia 24), Virgul (dia 26) e a banda Ciklone (dia 25, “noite da sardinha assada”), a par da gastronomia regional e das cinco largadas de toiros (uma em cada dia), são os pontos mais altos da Feira de Maio, que se realiza em Azambuja de 24 a 28 de maio.

O Campo da Feira, junto à Praça de Touros, continuará a ser um dos pólos de atração do evento e surgirá renovado nesta edição 2018. Uma estrutura mais moderna, funcional e acolhedora, será o palco da tradicional “Praça das Freguesias” onde todo o concelho mostra o melhor da gastronomia regional e da sua animação mais típica.

No mesmo recinto, em espaços distintos, marcarão a presença habitual o artesanato e várias empresas locais de diversas áreas económicas.

Nas ruas da Vila, as cinco largadas de toiros, que fazem as delícias dos mais aficionados e dos milhares de visitantes, continuam a constituir a grande atracão da festa. Isto, sem esquecer as dezenas de tertúlias particulares, que abrem as portas a todos os que queiram refrescar a garganta ou petiscar, e a ornamentação bem garrida e castiça de fachadas e janelas que tornam esta feira tão genuína e única.

Para a noite de 25 de maio, está reservado um dos momentos altos da festa. O desfile dos campinos com o gado, à luz de archotes, e a partir da meia-noite (após a recolha dos touros), a distribuição gratuita de sardinhas, pão e vinho em diversos locais da vila. Pela noite dentro, para além do concerto no jardim, dois grupos de baile e três bandinhas itinerantes animam os arraiais até ao romper da manhã.

Destaque ainda para a tradicional Corrida de Touros à portuguesa, pelas cinco da tarde de domingo, na Praça de Toiros Dr. Ortigão Costa, cujo cartel conta com o regresso da cavaleira natural do concelho - Ana Rita - a par de Marcos Bastinhas e Jacobo Botero, bem como com a prestação dos Forcados Amadores de Azambuja a dividir as pegas com os Amadores do Ribatejo.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis