app chamuscamicromineiro slide

Categoria: Cultura

circulo cultural scalabitano

Mais de uma centena de pessoas, entre atores, músicos, bailarinos e técnicos, vão participar no sarau anual do Círculo Cultural Scalabitano (CCS), que se realiza nos dias 24 (21h30) e 25 de fevereiro (16h00), no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém.

Em palco estarão o Veto Teatro Oficina, o Coro, a Orquestra Típica Scalabitana e o Ballet da Academia de Dança e Expressão Corporal do Círculo, que participarão no espetáculo "Cantando espalharei por toda a parte", uma deambulação pelo imaginário dos descobrimentos.

Os atores, músicos e bailarinos vão conduzir o público numa viagem com navegantes, religiosos e militares. "Veremos amores e desamores, naufrágios, aventuras e a glória da descoberta", refere a organização na sinopse do espetáculo que tem por base um guião de José Ramos, encenação e direção de atores de Nuno Domingos, direção Coro pelo maestro António Matias, direção Orquestra Típica Scalabitana pelo maestro Abílio Figueiredo e coreografias da responsabilidade de Encarnação Noronha

A ação decorrerá no “Museu da Epopeia Portuguesa”, nas salas “Das Descobertas”, “Do Mercado no Oriente” e da “Etnografia Ribatejana”, onde o guião passará por textos de Camões, Fernando Pessoa e Fernão Mendes Pinto, com músicas adaptadas de sucessos musicais do cantor Fausto.

A iniciativa insere-se no 63º aniversário do Círculo Cultural Scalabitano, que se realiza desde 1955, ano em que se realizou o primeiro sarau, na altura no pujante Teatro Rosa Damasceno, atualmente em ruínas.

A entrada para os espetáculos custa 5 euros.

Partida em Coruche do Grande Prémio de Ciclismo Abimota - Fotos: João Dinis